Segurança

Morte de transexual em Itapemirim foi “queima de arquivo”, diz polícia

COMPARTILHE
4023
Advertisement
Advertisement

A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurava a assassinato da jovem transexual Anna Maria Max de Souza, ocorrido no dia 1º de maio deste ano, em Maraguá, interior de Itapemirim. Nesta terça-feira (21), policiais conseguiram encontrar duas armas calibre 38 que podem ter sido usadas no crime, encerrando, assim, as investigações. Agora, a polícia aguarda o resultado da perícia nas armas para encaminhar o inquérito à Justiça.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Motivação

De acordo com o delegado Djalma Pereira, Anna era a última testemunha viva de um homicídio ocorrido em Piúma, há dois anos. Ela foi morta no dia 1º porque  iria depor em juízo no dia 4 daquele mês. Por isso, a polícia configura este crime como “queima de arquivo”. 

Os autores desse assassinato são o pai e o tio do suspeito do homicidio presenciado por Anna, que saíram do Rio de Janeiro/RJ, onde residem, para executá-la no Sul do Espírito Santo e outros quatro homens, moradores de Marataízes com quem se aliaram para planejar a morte da jovem.

Continua depois da publicidade

O tio do autor do assassinato presenciado por Anna, que já está preso, continua foragido. Informações que ajudem o trabalho da polícia podem ser passadas por meio do 181 e não é preciso se identificar.

O crime

Anna

Anna foi encontrada morta na noite do dia 1º maio em uma estrada de chão, na localidade de Maraguá, em Itapemirim. No corpo da jovem havia quatro perfurações provocadas por arma de fogo, que acertaram o tórax e o pescoço da vítima.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Testemunhas contaram que no dia do crime viram uma picape transitando pela região e, pouco depois, ouviram diversos disparos. Moradores que passavam pela estrada de chão chamaram a polícia assim que encontraram o corpo. Ela estava sem documentos e, portanto, só foi identificada no dia seguinte, por familiares que compareceram ao Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here