Segurança

Homem responsável por “abastecer” pontos de venda de droga é preso pela PM em Mimoso

COMPARTILHE
Um homem de 40 anos foi preso pela Polícia Militar na noite desta sexta-feira (24) acusado de envolvimento no tráfico de drogas no município
590
Advertisement
Advertisement

Um homem de 40 anos foi preso pela Polícia Militar na noite desta sexta-feira (24) acusado de envolvimento no tráfico de drogas no município de Mimoso do Sul.

Continua depois da publicidade

Segundo informações da polícia, após denúncia anônima de que o referido homem, morador do bairro Funil, guardava grande quantidade de maconha em sua residência e realizava o “abastecimento” em diversos pontos do município, os militares reforçaram o patrulhamento no local. O suspeito, já conhecido da polícia pelo envolvimento com o tráfico, foi localizado na rua das casas populares, próximo à antiga exposição, em uma área conhecida como ponto de venda de entorpecentes.

Durante a abordagem, outro homem que estava no mesmo carro foi revistado e liberado. Já com o suspeito, os policiais encontraram uma porção de substância similar à maconha, ainda não fracionada para venda. Questionado sobre a origem do material ilícito, o homem acabou confessando que em seu quarto havia outras porções do mesmo entorpecente, que estariam estocadas para posterior comercialização nas ruas.

A polícia então seguiu para a casa do homem, onde encontrou, debaixo do seu colchão, outras quinze porções grandes de substância semelhante à maconha, uma balança de precisão e diversas sacolas plásticas transparentes, geralmente utilizadas no embalo de entorpecentes.

Continua depois da publicidade

Aos policiais, o homem afirmou que sua função junto à facção criminosa que comanda a venda de ilícitos em Mimoso é a de abastecer os pontos de venda sempre que solicitado. O homem, juntamente com todo o material apreendido, foi conduzido ao DPJ de Cachoeiro.

 

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here