Educação

Japão inicia processo seletivo para bolsas de estudos destinadas a brasileiros

COMPARTILHE
Cursos gratuitos
109
Advertisement
Advertisement

O governo japonês, por meio do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT) do país, abriu mais uma etapa no programa de bolsas de estudo destinado a brasileiros. Estudantes de cursos de graduação, pós-graduação, técnicos e cursos profissionalizantes podem participar. Até o dia 31 de maio, as inscrições são destinadas somente para alunos de pós. Os estudos serão iniciados em 2023 e terão a duração de dois anos.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Para participar, os brasileiros devem cumprir uma série de requisitos, como: escolaridade, proficiência em língua inglesa ou japonesa e idade máxima de 34 anos em abril de 2023. O processo seletivo é composto análise documental, provas escritas e entrevista. Quem avançar nestas etapas terá a documentação avaliada pelo ministério japonês no próprio país.

As bolsas de estudo cobrem gastos como pagamento de passagem aérea, isenção de taxas escolares e ajuda de custo mensal. Quem for selecionado terá direito ainda a um curso de língua japonesa durante o primeiro ano. As inscrições deverão ser encaminhadas presencialmente ou por correio para aqueles que residirem no Distrito Federal, no Goiás e em Tocantins. Moradores de outros estados devem consultar o consulado japonês mais próximo de suas localidades.

As próximas inscrições contemplam alunos de graduação, escola técnica e curso profissionalizante. Nestas modalidades serão aceitos candidatos com ensino médio concluído até março de 2023 e com até 24 anos de idade em abril de 2023.

Continua depois da publicidade

Nos cursos técnicos, as bolsas comtemplam os segmentos de Tecnologia, Educação e Bem-Estar, Moda e Economia Doméstica, Nutrição e Cuidados Pessoais, Administração e Cultura e Educação Geral. As inscrições abrem no dia 1º de junho e se encerram no dia 24 do mesmo mês. Todas as bolsas possuem requisitos para inscrição.

Outras informações podem ser consultadas no site da embaixada. Outras dúvidas também podem ser encaminhadas para o email [email protected]

 

Advertisement
Continua depois da publicidade

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Advertisement