Espírito Santo

Espírito Santo vence o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora na categoria Ensino Superior

COMPARTILHE
O Espírito Santo ganhou o primeiro lugar no Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, etapa nacional. O projeto Inovaweek, do
46
Advertisement
Advertisement

O Espírito Santo ganhou o primeiro lugar no Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, etapa nacional. O projeto Inovaweek, do professor Marcelo Camponez, da Universidade Vila Velha, foi reconhecido como o melhor trabalho desenvolvido na categoria Ensino Superior, em todo o país.

Continua depois da publicidade

O professor relembra que o projeto começou apenas com alunos do curso de engenharia da instituição, foi ganhando adesão e se tornou um evento, o “Inovaweek”, e hoje já conta com a participação de alunos de todos os cursos. Para ele é um orgulho representar o Espírito Santo nesta premiação e voltar para casa como vencedor.

“Eu estou muito feliz em ter participado dessa premiação e por ter alcançado o 1º Lugar. É uma premiação muito importante, especialmente quando a gente percebe o tamanho do evento, concorremos o primeiro lugar com os dez melhores trabalhos do Brasil. Representamos o Espírito Santo, mostramos os bons trabalhos feitos no estado e ter esse reconhecimento é dar destaque para a educação, para o empreendedorismo e para a inovação, colocando o estado em evidencia”, destaca o professor Marcelo.

O Espírito Santo chegou à final com dois projetos em diferentes categorias: “Reaproveitamento, Arte e Artesanato”, da professora Fernanda da Silva Geraldo, na categoria Ensino Fundamental – Anos Finais, e “Inovaweek”, do professor Marcelo Camponez, na categoria Ensino Superior.

Continua depois da publicidade

A solenidade de premiação foi realizada dentro do Congresso BETT Educar 2022, considerado um dos mais importantes eventos de educação e inovação da América Latina. O Sebrae, em parceria com o Ministério da Educação, reconheceu o trabalho de educadores que se destacaram na adoção de práticas e metodologias inovadoras de ensino do empreendedorismo para jovens e adolescentes.

“O prêmio foi criado com o objetivo de reconhecer professores de todo o Brasil que incentivem experiências, práticas e iniciativas empreendedoras entre os alunos. Já estávamos bastante orgulhosos de ter dois projetos capixabas entre os finalistas e voltar com um prêmio foi a consagração de todo o trabalho desenvolvido pelos professores, e a resposta de que somar educação ao empreendedorismo é um caminho importante para formação dos jovens”, comemora a coordenadora do Programa Educação Empreendedora do Espírito Santo, Fabíola Bravim.

Em sua segunda edição (a primeira foi realizada em 2020), o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora foi dividido em cinco categorias: Ensino Fundamental – Anos Iniciais, Ensino Fundamental – Anos Finais, Ensino Médio, Educação Profissional e Educação Superior. Os projetos são classificados por nível – ouro, prata e bronze. No total, foram inscritas cerca de 700 iniciativas.

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

Conheça os vencedores:

Ensino Fundamental – Anos Iniciais

Ouro: Regiane Freitas, Campo Largo (PR) – Projeto ‘Lixo é responsabilidade, sustentabilidade e renda’
Prata: Verônica Ximenes, Barra dos Coqueiros (SE) – Projeto ‘Colhendo os frutos do JEEP’
Bronze: Valda Nascimento, Macapá (AP) – Projeto ‘Plante-me e descubra quem sou’


Ensino Fundamental – Anos Finais

Ouro: Gonçalo Lopes, Piracuruca (PI) – Projeto ‘Matemática e Meio Ambiente: do lixo ao luxo! Parte 02’
Prata: Anselmo Augusto, Belém (PA) – Projeto ‘Reusetech – Reutilizando resíduos sólidos para a educação tecnológica’
Bronze: Pábula Nataely, Santana (AP) – Projeto ‘O empreender na escola: espetáculo Circo Almirante da Alegria’

Ensino Médio

Ouro: Joseane Pasquali, Pelotas (RS) – Projeto ‘Beep Factory – um dispositivo para aumentar a segurança das pessoas surdas ou com limitações auditivas na indústria’
Prata: Edson Sousa, Bacabal (MA) – Projeto ‘Papel reciclado com a fibra de babaçu’
Bronze: Danilo Freire, Campina Grande (PB) – Projeto ‘InSocialTec’

Educação Profissional

Ouro: Ivanilde Cordeiro, São Luís (MA) – Projeto ‘O projeto coworking IFMA 2020 – Empreender no mundo digital para superar a crise de Covid 19’
Prata: José Augusto Andrade, Aracaju (SE) – Projeto ‘Produção de escudos faciais e máscaras no combate à pandemia’
Bronze: Fabíola Dorneles, Jacarezinho (PR) – Projeto ‘Kucaracha’

Educação Superior

Ouro: Marcelo Camponez, Vila Velha (ES) – Projeto ‘Inovaweek’
Prata: Daniel Fernandes, Goiânia (GO) – Projeto ‘Engenheiros da Infância’
Bronze: Rodrigo Augusto Rocha Baluz, Parnaíba (PI) – Projeto “Carnaúba Valley: comunidade de startups, tecnologia e empreendedorismo da região norte do Piauí’

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here