Política Regional

Bruno Rezende fala sobre projeto do Hospital de Câncer na Câmara de Guaçuí

COMPARTILHE
O diretor clínico do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (Heci), Bruno Rezende, esteve na Câmara de Guaçuí.
Fotos Marcos Freire
258
Advertisement
Advertisement

O diretor clínico do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (Heci), Bruno Rezende, esteve na Câmara de Guaçuí, na noite desta segunda-feira (16). Ele usou a Tribuna Livre da casa, para falar sobre o projeto de construção do Hospital de Câncer de Cachoeiro, unidade que deverá beneficiar todo o sul do Estado, conforme seus idealizadores.

Continua depois da publicidade

Conforme colocou Bruno Rezende, o objetivo maior do projeto é ocupar um vazio assistencial que existe no sul do Estado, quanto ao atendimento do paciente com câncer, principalmente. No entanto, colocou que existe esse vazio em outros desafios da saúde pública. “Inclusive, para atender os dependentes químicos”, disse.

Ele apresentou alguns números sobre o câncer. “O Brasil tem 130 mil casos só de câncer de próstata e mama todos os anos, são 600 mil novos casos de câncer no País, todo ano, sendo 11 mil apenas no Espírito Santo e quase dois mil só em Cachoeiro, falando de sul do Estado”, explanou.

Continua depois da publicidade

Por isso, ele colocou que a construção do Hospital de Câncer é um sonho que pretende dar um tratamento humanizado para o paciente. “Todos que lidam com o paciente têm que estar preparados para esse atendimento, desde o motorista, o segurança, o atendente, porque não é um cuidado restrito ao médico”, enfatizou. Ele apresentou fotos da maquete do hospital, destacando que serão 120 leitos, em quartos “100% SUS”. “Além de um centro cirúrgico de primeira linha e 20 leitos de UTI”, completou.

Oncologia Caparaó

Pré-candidato a deputado estadual, depois de sua apresentação, Bruno Rezende respondeu a perguntas dos vereadores. Falando sobre prevenção do câncer, ele destacou que o mais importante são hábitos de vida e alimentação saudáveis. “Assim como a atenção primária na saúde é muito importante, começando pelo atendimento no PSF (unidade de saúde do município), o que é essencial para qualquer diagnóstico precoce e prevenção”, afirmou.

E falando nisso, apresentou a ideia do que chamou de “um outro sonho”. Ele apresentou o projeto Oncologia Caparaó. Um ponto de atendimento para os pacientes com câncer que forem atendidos pelo hospital e também para um trabalho de prevenção que seria instalado em Guaçuí. “Tudo isso é um sonho para todos nós sermos lembrados como aqueles que o realizaram, para mudar a vida muitos capixabas”, disse.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here