Variedades

Japonês gasta R$ 75 mil para se 'transformar' em cachorro da raça collie

COMPARTILHE
1034
Advertisement
Advertisement

Um japonês tem causado espanto ao realizar um antigo sonho de “se transformar em um cachorro”. Ele gastou cerca de 2 milhões de ienes (aproximadamente R$ 75,9 mil) para fazer uma fantasia de um cão da raça collie.

Continua depois da publicidade

No Twitter, o artista sempre mostrou sua paixão pelos animais de quatro patas e alimenta o fetiche de agir como eles, até que decidiu “se tornar um cachorro”.

Ao invés de recorrer a mudanças corporais, Toco, como é conhecido na rede social, optou por usar uma fantasia e escolheu o traje inspirado especificamente nos collie, sua raça de cachorro favorita.

Ele encomendou uma enorme fantasia personalizada da Zeppet Workshop, famoso estúdio japonês especializado em arte e modelagem. Os profissionais já tinham produzido modelos em tamanho real de robôs, animais e outras criaturas, tanto para filmes e publicidade quanto para uso pessoal.

Continua depois da publicidade

A roupa de collie para Toco levou pelo menos 40 dias para ficar pronta e apresenta um nível fora do comum de detalhes realistas, como pele sintética para aumentar ainda mais a semelhança com o cachorro.

Também tem algumas características físicas da raça, como tonalidades fortes da pelagem e sua estrutura, que ajudam a camuflar completamente o corpo humano que veste a fantasia. Isso ajuda com que Toco convença as pessoas ao redor de que a criatura é realmente um animal.

Os profissionais da Zeppet foram procurados pela Nippon TV, uma emissora japonesa, e explicaram o desafio de produzir uma fantasia rica em detalhes e com materiais de alto custo, como borracha sintética: “A anatomia canina é muito diferente da humana, então tivemos que ser engenhosos. Usamos fotos de collies tiradas de diferentes ângulos, melhoramos a maciez do casaco para esconder a casca da fantasia o máximo possível e fizemos a boca abrir e fechar sozinha”.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Ao publicar sua “aparência” no Twitter e no canal no YouTube, Toco ganhou notoriedade no país. Em alguns vídeos, ele até se comporta como um cachorro e anda sobre quatro patas, deita e rola pelo chão. Ele também faz outras brincadeiras típicas de um cão que obedece os comandos de um dono.

Por compartilhar esses momentos nas redes sociais, Toco recebe elogios pela criatividade e ousadia, mas também há algumas críticas por acharem que é algo “excêntrico demais”, feito para chamar atenção por um fetiche que chamam de “sem sentido”.

Clique aqui

Beatriz França, especial para o Estadão
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here