Entretenimento

Como a Netflix investe em produções cinematográficas e televisivas brasileiras?

COMPARTILHE
58
Advertisement
Advertisement

Estimativas da Ampere Analysis mostram que os investimentos de plataformas de streaming como Netflix e Amazon Prime Video poderiam chegar a US$ 230 bilhões apenas em 2022, que poderá ser o ano de maior gasto na história do segmento.

Continua depois da publicidade

Não há dúvida de que a Netflix é de longe a plataforma mais bem-estabelecida no setor. Embora os Estados Unidos ainda sejam o país líder em número de assinantes do serviço, o Brasil tem o segundo maior contingente do mundo. Com isso em mente, como a Netflix está investindo para tirar proveito desse mercado? Vamos detalhar aqui.

Insert image – https://pixabay.com/photos/network-5g-cellular-technology-6926764/

Brasil: uma grande oportunidade para a Netflix

Nos últimos anos, os usuários de internet do mundo têm mostrado grande interesse pelo entretenimento digital. Parece claro que os recursos eletrônicos tornam tudo mais fácil. Plataformas de streaming como a Netflix estão disponíveis não apenas em computadores desktop e notebooks, mas também em todos os outros tipos de dispositivos móveis, o que coloca o entretenimento online ao alcance dos usuários em qualquer parte do mundo.

Continua depois da publicidade

Outro bom exemplo disso são os cassinos online. Cada vez mais provedores de jogos de azar estão levando seus negócios ao universo online, e o resultado é uma grande variedade de provedores de cassinos online que oferecem todos os tipos de jogos, além de serviços adicionais que facilitam a vida do internauta. Ao visitar o melhor blog de cassino online, por exemplo, os usuários podem encontrar informações para aprender mais sobre jogos de azar online. Essas plataformas fornecem não apenas notícias interessantes, como também listas dos melhores cassinos online e ajudam os novos jogadores a dar os primeiros passos.

Com isso em mente, seria ilógico pensar que segmentos de entretenimento de grande popularidade, como o cinema e a televisão, deixariam de explorar.

Como mencionado acima, o Brasil é o país com o segundo maior número de assinantes da Netflix no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Quando falamos do Brasil, estamos falando também do maior Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina. Além disso, o Brasil tem a maior população entre os países da América Latina e é o sexto país mais populoso do globo. São números que sinalizam um grande mercado de assinaturas para a plataforma de streaming.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Vale destacar que pelo menos 76% da população brasileira tem conexão à internet, enquanto a velocidade média de banda larga no país é de 76 MB por segundo, uma das mais rápidas na região. Com base nessas estimativas, é possível dizer que o Brasil é um mercado extremamente atraente para a empresa do grande “N”. Mas a Netflix está atingindo seu potencial máximo?

O desenvolvimento da Netflix no Brasil

Considerando que São Paulo foi a principal sede da Netflix na América Latina entre 2011 e 2020, não surpreende que a empresa tenha investido muito no Brasil nos últimos anos. Apenas em 2019, a gigante do streaming injetou na economia brasileira US$ 74,2 milhões, que serviram para dar vida a produções locais como Tudo Bem no Natal Que Vem – tudo isso depois de já ter sido o motor econômico por trás de séries como O Mecanismo, Coisa Mais Linda e Samantha!

Embora a empresa tenha decidido transferir sua sede latino-americana para a Cidade do México em 2020, isso não impediu que o Brasil continuasse a ser alvo dos maiores investimentos no setor na região.  A empresa também tornou público seu interesse em apoiar o desenvolvimento de 40 filmes locais até 2022, com pelo menos um lançamento por mês.

“Posso dizer que a Netflix vai investir e produzir como nunca antes no Brasil”, disse a vice-presidente de conteúdo da Netflix no Brasil, Elisabetta Zenatti, durante o evento digital Mais Brasil na Tela, promovido pela plataforma no final do ano passado. A Netflix, porém, não divulgou detalhes sobre o total de lançamentos e os projetos que interessarão à empresa.

Algumas limitações dentro do mercado brasileiro

Apesar dos aspectos mencionados, o Brasil apresenta certas peculiaridades que nos levam a concluir que os investimentos da Netflix poderiam enfrentar certas limitações na região. Um aspecto que merece destaque é que a empresa promete um pacote global de investimentos de até US$ 169 bilhões nos próximos dois anos. Se levarmos em conta que os investimentos no Brasil nos últimos anos não ultrapassaram US$ 90 milhões, é fácil ver a desproporção entre os números – e a representatividade ainda pequena da produção brasileira nos objetivos globais da empresa.

Se compararmos o número de produções lançadas em países como a Índia, percebemos como o Brasil ficou atrás de outros países. A Netflix bancou 70 produções no país asiático, sendo que o número de assinantes do serviço de streaming na Índia é quase quatro vezes menor do que no Brasil.

Talvez a razão por trás disso esteja implícita nas declarações de Elisabetta Zenatti. “Produzimos no Brasil principalmente para brasileiros, afinal, temos aqui um grande público. A única coisa que podemos oferecer é criar conteúdo brasileiro para os brasileiros”, disse a executiva. Com base nisso, pode-se afirmar que as produções nacionais têm maior dificuldade de divulgação do que as realizadas em outras partes do mundo.

Aumento de preços

Finalmente, vale mencionar que a Netflix se tornou o serviço de streaming mais caro do Brasil. A plataforma mantém um plano de aumentos anuais de preços de seus serviços em todo o mundo, algo que já apresenta consequências para o mercado brasileiro.

O plano padrão da Netflix (acesso simultâneo em duas telas) custa hoje R$ 39,90 por mês. Já o rival Disney Plus com acesso em até quatro telas custa R$ 27,90 mensais; o Amazon Prime tem mensalidade de R$ 9,90 para três telas, e a assinatura do HBO Plus é de R$ 27,90 por mês no plano multitela. Diante dessa realidade, a Netflix parece perder competitividade no mercado. Ainda é cedo para dizer como isso impactará o serviço da empresa, mas os preços mais salgados frente à concorrência podem desestimular os investimentos da gigante do streaming no mercado brasileiro nos próximos anos.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here