Segurança

Suspeito de furtar cofre em Alegre é preso com mais de R$ 35 mil em Guarapari

COMPARTILHE
a Polícia Civil de Alegre deflagrou a operação “Cofre”, para cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão do segundo suspeito de um furto
3633
Advertisement
Advertisement

Na manhã desta terça-feira (22), a Polícia Civil de Alegre deflagrou a operação “Cofre”, para cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão do segundo suspeito de um furto, ocorrido no município no dia 30 de janeiro deste ano. Outro suspeito já tinha sido preso no último dia 9.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A ação, coordenada pelo delegado chefe da 6ª Delegacia Regional de Alegre, Ricarte Texeira, e pelo delegado Marcos Nery, contou com 15 policiais civis das Delegacias de Alegre, Guaçuí e Dores do Rio Preto, com apoio de policiais militares da P2 do 10° Batalhão da PM, em Guarapari.

De acordo com informações da Polícia Civil, durante o furto em Alegre foram levados um cofre com dinheiro e joias, duas armas registradas e um notebook. Durante a investigação, a PC identificou a participação de pessoas do município envolvidas no crime e de um suspeito de Guarapari.

O primeiro suspeito, preso no último dia 9 em Alegre, indicou aos policiais o local – uma área de restinga em Setiba, no município de Guarapari – onde o abriram o cofre e dividiram os objetos furtados. Com ele, a polícia recuperou diversos objetos, incluindo barras de ouro e documentos da vítima.

Suspeito apontou esconderijo

Continua depois da publicidade

Com base nas investigações e identificação dos suspeitos, a Polícia Civil solicitou a Justiça os mandados de busca e apreensão dos envolvidos, que foram cumpridos, simultaneamente, em Alegre e Guarapari.

Durante a ação, foi detido um homem de 39 anos, que possui duas condenações por furto na Comarca de Cachoeiro de Itapemirim. Ele residia há 3 anos no bairro Santa Mônica, em Guarapari, e vivia com os furtos cometidos.

Sobre o furto em Alegre, o homem confessou a autoria e contou que foi o primeiro furto que cometeu na cidade. Ele indicou o local onde tinha guardado o dinheiro. Os policiais conseguiram recuperar R$ 36.220,00, uma pistola 765, joias, notebook e vários objetos adquiridos com valores subtraído em furtos.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Entre os bens, os policiais encontraram um automóvel Renault Sandero, um moto Falcon, geladeira, fogão, ferramentas e TV. Ainda, de acordo com a Polícia Civil, o suspeito ostentava uma vida de luxo. Ele confessou que em 20 dias gastou mais de R$ 100 mil com compras de objetos e alimentação em bares e restaurantes.

Todos o material apreendido e o suspeito foram encaminhados para a Delegacia de Regional de Alegre para providências.

Advertisement