Coronavírus

ES não soma óbito, mas computa mais de três mil novos casos de Covid-19 neste sábado (15)

COMPARTILHE
ES não soma óbito, mas computa mais de três mil novos casos de Covid-19 neste sábado (15)
110
Advertisement
Advertisement

O Espírito Santo registrou, neste sábado (15), mais 3.056 infectados pela Covid-19, totalizando 661.353 pessoas que contraíram o vírus desde o início da pandemia. As informações são da atualização diária do Painel Covid-19.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O número de mortes não aumentou nas últimas 24 horas, mantendo a marca de 13.371 pessoas que perderam a luta contra a doença. A taxa de letalidade pela Covid-19 permanece em 2,1% e há, ainda, 397.653 pessoas aguardando o diagnóstico.

Entretanto o número de curados aumentou, com 800 pessoas, chegando a um total de 616.943 casos que tiveram cura.

As cidades com mais casos de infectados no Espírito Santo são: Serra (83.106 casos e 1.616 mortes), Vila Velha (82.558 casos e 1.838 mortes), Cariacica (52.262 casos e 1.475 mortes), Vitória (74.158 casos e 1.317 mortes) e Cachoeiro de Itapemirim (31.766 casos e 656 mortes).

Continua depois da publicidade

A Covid-19 afeta as pessoas de diferentes maneiras. A maioria dos infectados apresentará sintomas leves a moderados e não precisará de hospitalização. Os sintomas mais comuns são tosse e cansaço. Os mais incomuns são dores e desconfortos, dor de garganta, perda de olfato e paladar, além de diarreia e conjuntivite.

Há ainda aqueles casos que necessitam de hospitalização. É necessário buscar ajuda médica em caso de dificuldade de respirar ou falta de ar, dor ou pressão no peito ou perda de fala ou movimento.

Em média, os sintomas aparecem cinco ou seis dias depois de a pessoa ser infectada com o vírus. Porém, há casos em que os sintomas surgiram após quase 14 dias.

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

Covid-19: veja os cuidados

A pessoa com Covid-19 confirmado deve permanecer em quarto preferencialmente com banheiro separado. Quando conviver com as demais pessoas da casa, deve usar máscara protetora (do tipo cirúrgica, simples), manter as mãos bem limpas e de preferência com álcool gel e praticar a etiqueta respiratória.

– Lave suas mãos com frequência. Use sabão e água ou álcool em gel.

– Mantenha uma distância segura de pessoas que estiverem tossindo ou espirrando.

– Use máscara quando não for possível manter o distanciamento físico.

– Não toque nos olhos, no nariz ou na boca.

– Cubra seu nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar.

– Fique em casa se você se sentir indisposto.

– Procure atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.

Ligue com antecedência para o plano ou órgão de saúde e peça direcionamento à unidade mais adequada. Isso protege você e evita a propagação de vírus e outras infecções.

– Minimizar o contato com os outros moradores da residência

– Não dividir utensílios e aparelhos eletrônicos de uso pessoal

– Higiene constante do ambiente e das mãos

– Respeitar as recomendações médicas de isolamento e não sair de casa

 

Máscaras

Quem usa máscara pode ajudar a prevenir a propagação do vírus para outras pessoas. Isoladamente, as máscaras não são uma proteção contra a Covid-19, e o uso delas deve ser combinado com o distanciamento físico e a limpeza das mãos. Siga as orientações da autoridade local de saúde.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here