Saúde e Bem-Estar

Dermatologista reforça alerta sobre exposição ao sol sem proteção

COMPARTILHE
sol calor pele - dermatologista
46
Advertisement
Advertisement

Com as temperaturas elevadas e o sol presente cada vez mais forte durante o verão, é preciso reforçar a proteção para evitar doenças de pele. Quem aconselha é a médica dermatologista da Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro, Sayonara Machado.

Continua depois da publicidade

Entre as principais doenças causadas pela exposição excessiva ao sol, está o câncer de pele. Por isso, a dermatologista aconselha ir à praia em períodos das 7h às 10h da manhã ou após as 16h.

“Muitas vezes as pessoas acabam passando o dia na praia. Nesses casos, a orientação é para usar o filtro solar de três em três horas, usar boné, chapéu e camisas de proteção”, ensinou.

Outro tipo de problema causado à pele é a insolação, que pode causar sintomas como dor de cabeça, tonturas e náusea.

Continua depois da publicidade

“Para quem fica exposto ao sol, a orientação é ingerir uma média de quatro litros de água por dia, para manter o corpo hidratado”, reforçou.

A médica alertou ainda para os riscos de queimaduras causadas em pessoas que ficam muito tempo exposta ao sol, sem qualquer tipo de proteção. “Já pegamos casos de pacientes que chegam com queimaduras de primeiro e segundo grau por exposição excessiva ao sol”, finalizou.

Dra. Sayonara Machado

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here