Cidades

Cancelamento: Estado vai chamar as prefeituras para decidir sobre Carnaval

COMPARTILHE
Nésio Fernandes
268
Advertisement
Advertisement

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (05), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, declarou que os municípios serão chamados pelo governo para decidirem sobre o possível cancelamento do Carnaval no Espírito Santo. A avaliação do cenário da pandemia junto aos prefeitos deve acontecer nos próximos dias.

Continua depois da publicidade

“Ao longo dos próximos dias estabeleceremos uma agenda de avaliação de risco com os municípios capixabas no que diz respeito ao cenário previsto para o mês de fevereiro e o possível cancelamento do carnaval”.

Segundo o secretário, podem haver medidas distintas para os carnavais de rua e o desfile das escolas de samba no Sambódromo de Vitória, assim como vem sendo anunciado em outros estados. Nésio Fernandes afirmou que a única forma de se evitar as medidas mais rígidas seria um avanço significativo na cobertura vacinal da população para evitar o crescimento descontrolado da variante Ômicron da Covid-19 no Espírito Santo.

Durante a coletiva, o secretário fez um balanço da situação da pandemia no estado e lançou um alerta à população: “A fotografia do momento mantém o alerta epidemiológico anunciado nas últimas semanas. Temos uma sobreposição muito perigosa da variante até então predominante para a variante Ômicon” – disse.

Continua depois da publicidade

De acordo com números apresentados, o Espírito Santo teve sua média móvel de óbitos aumentadas desde o dia 20 de dezembro de 2,8 para 3,4. Esse crescimento é considerado inaceitável pelo Governo do Estado e pode ser o prenúncio de dias difíceis. “Não devemos esperar que chegue a dois dígitos”.

A piora acentuada do quadro, caso se confirme, já incitou a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) a tomar medidas preventivas no que diz respeito às internações. “Estamos preparando a ampliação de 300 leitos de enfermarias e UTIs para o caso de um cenário de maior complexidade, seja pela Influenza ou pela Covid-19, que deverá acontecer nas próximas semanas” – disse.

Nésio Fernandes prevê que esse aumento deve se arrastar pelo mês de janeiro, podendo se estabilizar posteriormente. Para balizar com maior precisão suas ações, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) está providenciando a testagem em massa dos capixabas. 1,5 milhão de testes já começaram a chegar ao estado, sendo que 400 mil já foram distribuídos aos municípios. Em outra via, estão sendo estabelecidas parcerias com instituições de saúde privadas, como a Unimed, para a ampliação dos testes.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Outro dado preocupante anunciado pelo secretário diz respeito ao aumento da positividade dos testes aplicados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do estado. O crescimento chega aos 30%. Um dos fatores para esse recrudescimento da pandemia pode ter sido as comemorações natalinas e o réveillon.

Vacina nas crianças

A Sesa deverá liberar a vacinação das crianças acima de 3 anos somente a partir da segunda quinzena de janeiro. A programação está dependendo de dois fatores: a ampliação da imunização completa dos idosos e a chegada de vacinas da Pfizer, única autorizada pela Anvisa para essa faixa etária.

Nésio Fernandes também espera que a Anvisa libere o uso da Coronavc em crianças, para dar mais celeridade à vacinação desse público no Estado. O secretário fez ainda um alerta aos pais: “tomem cuidado ao levar as crianças a aglomerações, as medidas de proteção devem ser reforçadas por todos nesse momento”.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here