Cidades

Mais de quatro mil policiais militares vão atuar nas praias do ES durante o verão

COMPARTILHE
Além do reforço de mais de quatro mil policiais militares, bombeiros e policiais civis na área litorânea, o foco também vai estar voltado
Divulgação PMES
134
Advertisement
Advertisement

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), divulgou nesta semana o planejamento da Operação Verão 2021/22 no Espírito Santo. Além do reforço de mais de quatro mil policiais militares, bombeiros e policiais civis na área litorânea, o foco também vai estar voltado para a região dos balneários de água doce, como lagos, lagoas e cachoeiras.

Continua depois da publicidade

Além disso, diferentemente dos anos anteriores, o efetivo da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) não será deslocado do interior para o litoral. O reforço de patrulhamento será realizado pelos 252 novos soldados que se formaram recentemente. O plano inclui ainda o pagamento de Indenização Suplementar de Escala Operacional (Iseo) aos militares que se voluntariarem para trabalhar em horário de folga.

Segundo o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, todo o planejamento da Operação Verão está pronto para atender às demandas dos turistas e capixabas que neste período se deslocam para as praias, além de rios, cachoeiras e lagoas dos municípios do interior.

“O planejamento é robusto. Neste ano, não retiraremos o efetivo da Polícia Militar do interior como acontecia nos anos anteriores. Desta vez, os policiais vão permanecer nos seus municípios e pagaremos ISEO, que é a indenização no horário de folga do policial, em vez da diária. Com isso, conseguiremos manter todo o policiamento no Espírito Santo e também atender ao pedido de patrulhamento no interior, em locais onde há cachoeiras, rios e lagoas”, pontuou Alexandre Ramalho.

Mais de quatro mil policiais militares vão atuar nas praias

Continua depois da publicidade

Com isso, a previsão é de que 4.056 policiais militares atuem nas regiões litorâneas, durante os 70 dias de Operação Verão, sendo cerca de 1.100 por dia. As unidades especializadas, como Batalhão de Missões Especiais (BME), Batalhão de Ações com Cães (Bac), Cavalaria, Batalhão de Trânsito, entre outras, ainda vão reforçar o contingente da Região Metropolitana da Grande Vitória, com foco especial para Guarapari, que tem previsão de receber mais de um milhão de turistas.

“Serão 70 dias de operação, com um efetivo de 1.200 militares por dia, em 18 municípios. Na Grande Vitória e Guarapari, vamos utilizar as Unidades Especializadas, onde o fluxo de pessoas e turistas é maior. No interior, alocaremos efetivo, principalmente onde há cachoeiras, lagoas e rios”, informou o comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus. Ele destacou também os etilômetros que o Batalhão da Polícia de Trânsito (BPTran) recebeu do Detran|ES e a importância dessa tecnologia para a operação.

“Recebemos etilômetros do Detran, que serão intensamente utilizados durante a Operação Verão, para que possamos inibir a prática de beber e dirigir. Esses equipamentos vão nos auxiliar a aumentar a nossa capacidade operacional durante as ações de trânsito e este será um eixo de atividade muito forte”, ressaltou Ramalho.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Além dessa parte de fiscalização, os policiais militares vão fazer pontos de blitz nas rodovias estaduais e nos eixos viários que ligam a Grande Vitória às regiões norte e sul do Estado.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here