Cidades

Família de escultor do Cristo de Guaçuí recebe benção e homenagem no Rio de Janeiro

COMPARTILHE
Família de escultor do Cristo de Guaçuí recebe benção e homenagem no Rio de Janeiro
1086
Advertisement
Advertisement

A família do artista Antônio Francisco Moreira, escultor do Cristo Redentor de Guaçuí, recebeu na manhã deste domingo (5), em Itaperuna, no Rio de Janeiro, a benção e homenagem do Bispo Dom Roberto Francisco Ferreira Paz.

Continua depois da publicidade

A honraria foi concedida pelo Governo do Estado e entregue a família do artista pelas mãos do Bispo. Agora, o principal cartão postal de Itaperuna com cerca de 20 metros de altura, que também foi esculpido por Antônio, é considerado oficialmente o único irmão, em todo o mundo, da estátua do Cristo Redentor do Rio de Janeiro.

Durante a cerimônia a primeira diferenciação em relação ao monumento carioca, notada pelo Bispo foi em relação a posição dos braços da estátua do artista guaçuiense. “Parece que os braços do Cristo de Itaperuna estão mais fechados abençoando a cidade”, comenta o Bispo.

A cerimônia de assinatura da geminação das estátuas contou, ainda, com a presença do prefeito de Itaperuna, Alfredo Paulo Marques Rodrigues, Alfredão, dos secretários Municipais de Turismo, Marcelo Nascimento, e de Governo, Murillo Gouvea, além de autoridades cariocas.

Continua depois da publicidade

 

Sobre o artista

O escultor Antônio Francisco Moreira, responsável pela construção do Cristo Redentor de Guaçuí é responsável por outros dois Cristos no Espírito Santo, um em Minas Gerais e outro no Rio de Janeiro. O primeiro Cristo Redentor construído pelo Antônio foi em Guaçuí no ano de 1956.

A estrutura pesa quase 100 toneladas e tem 21 de altura, e demorou 113 dias para ser construída. No dia 26 de dezembro do mesmo ano, a obra foi finalizada. O artista faleceu em 1983, aos 63 anos.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here