Cidades

Frio? Chuva? Saiba como o La Niña pode influenciar o verão no Espírito Santo

COMPARTILHE
La Niña verão 2022
Imagem: divulgação
923
Advertisement
Advertisement

Desde meados de janeiro deste ano, a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA) indicava a probabilidade de um novo evento de La Niña para a primavera e verão de 2021/22. A novidade, de acordo com a última atualização, é de que o resfriamento prosseguirá além do verão e avançará ao longo do outono de 2022.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Segundo o Instituto Climatempo, o La Niña gera, para o Brasil, chuva acima em várias regiões do país, incluindo o Norte do Sudeste, ou seja, há possibilidade de precipitação alta também no Espírito Santo entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022.

Além disso, a temperatura permanecerá próxima ou abaixo da média na maior parte do país, segundo o Climatempo, seja pela presença de massas de ar frio mais intensas ou pela chuva persistente. O calor acima do normal predominará apenas no leste do Nordeste e no Rio Grande do Sul.

Segundo o portal tempo.com, os efeitos da La Niña já estão sendo sentidos em várias partes do mundo, como na Índia e Indonésia, que registraram nas últimas semanas acumulados de chuvas acima da média.

Continua depois da publicidade

“No Brasil estamos observando uma maior frequência na entrada de massas de ar frio, que deixam as temperaturas mais amenas e até mesmo mais baixas do que o esperado para essa época do ano nas regiões Sul e Sudeste, principalmente. Além de já estarmos observando acumulados de precipitação acima da média em partes das regiões Norte, Nordeste e norte do Sudeste, e abaixo da média na região Sul”, informou o site.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.