Cidades

De panetone a "morar com a família": os pedidos das crianças do Sul do ES ao Papai Noel dos Correios

COMPARTILHE
cartinhas Natal Papai Noel Correios
177
Advertisement
Advertisement

Uma propaganda antiga dizia “tem coisas que o dinheiro não compra”. E certamente são essas as coisas as mais difíceis de conquistar ou doar. Ler a cartinha enviada pelo João Pedro, de 12 anos, à campanha Papai Noel dos Correios, nos um doloroso nó na garganta e a vontade de fazer algo para alegrar o pequeno.

Continua depois da publicidade

João Pedro e os três irmãos, de 7, 8 e 10 anos, ficam numa casa de passagem, em Anchieta, segundo ele escreve na folha. O pedido feito no começo da carta é um pop it, um brinquedo feito de silicone e cheio bolinhas que, ao serem apertadas, fazem um barulhinho semelhante a um ‘pop’. Outro presente desejado é uma bicicleta.

Pedidos simples de realizar. Mas, no último parágrafo, é difícil segurar a emoção. “O meu melhor presente é voltar para a minha família, morar com a minha mãe. Esse é meu maior sonho do mundo. No fundo do meu coração, esse é meu maior sonho, com sorriso, abraço e beijo”, escreveu o menino. Difícil segurar as lágrimas, né?

Papai Noel dos Correios João Pedro
Foto: reprodução/Campanha Papai Noel dos Correios

Papai Noel dos Correios

A campanha Papai Noel dos Correios existe – e emociona a todos – há mais de 30 anos. Diferente das edições anteriores, este ano a campanha acontece de forma híbrida. Isso significa que é possível adotar uma cartinha indo até uma agência ou, em alguns casos, é possível se conectar com os pedidos dos pequenos por meio da internet. Então, quem puder alegrar o João Pedro e seus irmãos com os brinquedinhos, pode encontrar a cartinha dele no ambiente virtual, clicando aqui e escolhendo a UF Espírito Santo e a cidade de Anchieta.

Continua depois da publicidade

Mas não são todas as agências e cidades que têm a adoção virtual. No momento de conhecer os pedidos das crianças, a página avisa: “atenção, somente será possível visualizar as cidades que possuem cartas selecionadas para campanha”. No Sul do Espírito Santo, há pedidos vindos de Iconha e Anchieta.

‘Bike’ ou panetone

Se o mundo muda a toque de caixa, os pedidos das crianças ainda têm um ar nostálgico. Afinal, quem nunca pediu uma bicicleta ou uma boneca para o Papai Noel? É o caso do Pedro, de dez anos, morador de Anchieta, que teve sua cartinha publicada na internet. “Meu sonho é ter uma bike. Eu desejo uma bike”, escreveu. O mais comovente, no entanto, vem logo depois. “[desejo] um caminhão cegonha, toda criança tem um. Sonho ter um como presente. Ou até mesmo um panetone”. E continua: “Todo mundo tem sonho, desejo pedir uma roupa ou, talvez, até comida para comer no Natal”.

A cartinha do Pedro também está na página de Anchieta, basta trilhar o mesmo ‘caminho virtual’ feito para encontrar o pedido do João. Buscando outros pedidos dos pequenininhos, é possível encontrar, além da emoção, muita doçura. A Lavínia, de Iconha, começa contando que tem nove anos, tem uma irmãzinha e gosta muito de brincar e caminhar. Ela diz que mora no campo e adora o lugar onde vive. E dá aquele ‘quentinho no coração’ quando ela faz o pedido. “Papai Noel, este ano eu fui muito boazinha e gostaria de ganhar um quebra-cabeças ou um jogo de panelinha”. Tem como não amar?

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: atendiment[email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here