Política Regional

Mesmo com a fusão DEM/PSL, Norma Ayub vai tentar reeleição

COMPARTILHE
Norma Ayub
202
Advertisement
Advertisement

BRASÍLIA – Apesar do seu novo partido, o União pelo Brasil, ter sido criado com um pedaço do PSL e outro do DEM, a deputada federal Norma Ayub acredita que a fusão dará resultados.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“Tenho confiança plena do êxito dessa fusão e no sucesso desse novo partido no sentido de promover um importante papel político no destino do nosso país”, afirma a deputada.

Norma Ayub, apesar de apoiar o governo federal, diz que vai permanecer no União, que tem o objetivo de lançar um candidato próprio a presidente, e não apoiar a reeleição de Bolsonaro.

“Fico no União Brasil com a preocupação de lutar pelo equilíbrio na política brasileira”.

Continua depois da publicidade

A deputada, que cumpre seu segundo mandato na Câmara, disse à Agência Congresso que o novo Diretório Estadual, oriundo da fusão, “vai apresentar um projeto de retomada de desenvolvimento econômico e social do ES”.

Sobre sua reeleição, que depende ainda de ajustes na sua base política – o ex-senador Ricardo Ferraço pode sair para federal e Norma para estadual – ela disse que ainda tem muito a contribuir, “principalmente na luta pela defesa dos direitos da mulher e dos idosos”.

A nova agremiação nasce forte, detêm 545 prefeituras, cinco governos estaduais, oito senadores, 82 deputados federais, três pré-candidatos à Presidência da República e fundos eleitoral e partidário milionários.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Mas não se pode dizer quer terá a maior bancada na Câmara Federal porque muitos deputados do PSL, que seguem o presidente Bolsonaro, vão deixar a sigla, como Soraya Manato (ES).

 

Com informações da Agência Congresso

Advertisement