Segurança

Casagrande e vice-governadora repercutem assassinato de mãe e filha em Marataízes

COMPARTILHE
Charlene de Lenis Gonçalves e a filha, Isaquiele Júnia Gonçalves, de apenas dez anos, foram esfaqueadas e mortas pelo ex-namorado da mulher. O suspeito, identificado como Michael Prates Garcia, de 31 anos, não aceitava o fim do relacionamento e esfaqueou a ex-companheira. A filha tentou proteger a mãe, e também foi morta.
3156
Advertisement
Advertisement

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e a vice-governadora Jacqueline Moraes, em evento na manhã desta quinta-feira (16), em Anchieta, repercutiram o assassinato de mãe e filha ocorrido nesta madrugada em Marataízes.

Continua depois da publicidade

Casagrande lamentou o ocorrido e pediu apoio dos prefeitos na criação de Gabinete de Gestão Integrada no municípios para fortalecer a segurança pública. “Infelizmente esse caso de Marataízes ocorreu no meio familiar, e o estado não consegue, muitas vezes, agir para evitar, pois é um crime que ocorre entre quatro paredes”.

A vice-governadora, ao discursar, recebeu a notícia de que a menina de 11 anos não havia resistido aos ferimentos, se emocionou.

“Quero pedir nesse momento um minuto de silêncio”, e prosseguiu com a fala. “Como pode um Estado, batizado de Espírito Santo, registrar tantos casos de feminicídio e violência contra as mulheres? Quero pedir aos homens, aqueles que não são agressores, que lutem contra a violência doméstica”, pediu Jacqueline Moraes.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here