Internacional

EUA: 3ª dose da Pfizer não deve ser aplicada em quem recebeu outras vacinas

COMPARTILHE
15
Advertisement
Advertisement

O vice-diretor da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, a Anvisa americana), Doran Fink, disse que não há dados suficientes para apoiar que a dose de reforço da vacina fabricada pela Pfizer, em parceria com a BioNTech, contra a covid-19 seja aplicada em pessoas que receberam imunizantes de outras fabricantes, como Moderna ou Johnson & Johnson. A afirmação foi feita durante uma reunião do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização, que assessora o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos EUA.

Continua depois da publicidade

“Não há dados disponíveis para informar a intercambiabilidade de uma dose de reforço de uma vacina com a série primária de outra vacina”, disse Fink.

As autoridades esperam ter mais informações sobre isso no futuro. O Instituto Nacional da Saúde disse, em junho, que está estudando a administração de doses extras da Moderna para pessoas que receberam as vacinas da Pfizer, Johnson & Johnson e Moderna.

Advertisement

A expectativa é que o FDA autorize em breve as doses de reforço da Pfizer-BioNTech para pessoas que receberam duas doses desse imunizante. A agência disse, porém, que precisa de mais tempo para revisar o uso de doses extras das vacinas fabricadas pela Moderna e J&J. (FONTE: DOW JONES NEWSWIRES)

Continua depois da publicidade

Redação, O Estado de S.Paulo
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here