Cidades

No Dia Mundial do Rock, nova geração de bandas não deixa o estilo morrer em Cachoeiro

COMPARTILHE
No Dia Mundial do Rock, nova geração de bandas não deixa o estilo morrer em Cachoeiro
462
Advertisement
Advertisement

Guitarras distorcidas, vocais rasgados, baixo e bateria marcantes, letras reflexivas e muita atitude! O rock n’ roll se tornou a voz dos exilados, um estilo em que mistura rebeldia e sentimentos.

Continua depois da publicidade

Nesta terça-feira (13), é comemorado o Dia Mundial do Rock, e em Cachoeiro de Itapemirim, uma nova geração vem mantendo acesa a chama do ritmo, que teve origem no final da década de 1940 e início da década de 1950, nos EUA.

Criada em plena pandemia do novo coronavírus, em setembro de 2020, a banda Atlas veio com o intuito de homenagear o rock de Seattle, da década de 90, mais conhecido como grunge. Suas principais influências estão nas bandas Alice In Chains, Nirvana, Soundgarden e outras do cenário.

Composta por Guilherme Tófano no vocal; Lucas Oliveira, o “mano bigode” no baixo; Caio Venturi, o “Zeca” na guitarra base; Gabriel Melo na guitarra solo e Daniel Alexander Robles na bateria, o grupo aguarda ansiosamente o pós-pandemia para tocar e transmitir a energia boa que o palco proporciona.

Continua depois da publicidade

“A pandemia acabou por limitar as apresentações da banda que poderíamos vir a ter, mas pelo lado positivo, nos uniu bastante para colocar o projeto para funcionar. Inclusive, neste final de semana, tocamos em Vila Velha, em um evento regulamentado no Correria Bar”, conta o vocalista.

A faixa etária é o que mais chama a atenção na banda Atlas. O guitarrista solo, Gabriel Melo tem apenas 15 anos e já reproduz com maestria solos de ícones como Jerry Cantrell e Kim Thayil. A banda já planeja canções autorais para poder mostrar a identidade própria dos integrantes.

“O período tem sido um momento mais introspectivo, servindo para criação de novas letras e riffs, inclusive já contamos com inúmeras ideias gravadas, prontas para serem estruturadas”, afirma o guitarrista.

Advertisement
Continua depois da publicidade

No Dia Mundial do Rock, nova geração de bandas não deixa o estilo morrer em Cachoeiro

Rock: amor herdado dos pais

O amor pelo rock n’ roll é normalmente herdado dos pais. Com os integrantes da banda cachoeirense The Neeks não foi diferente. De acordo com o baterista Daniel Alexander, o pai colocava o hit “Nothing Else Matters” do Metallica para ele dormir, quando neném.

“O amor pelo rock vem de vários lugares, sendo que os pais são sempre uma boa influência para esse começo, como foi meu caso. Ainda tem outros fatores como, por exemplo, as trilhas sonoras de videogames, como Guitar Hero, Doom, e de filmes que procuramos identificar quais bandas são”, explica.

A banda foi criada no segundo semestre de 2018, com influências do rock alternativo do novo milênio, como The Strokes, Arctic Monkeys, Queens of the Stone Age, e outras, o grupo  já acumula diversas apresentações pelos palcos da “Capital Secreta” e Sul do Estado.

“O cenário do Sul do ES é muito amplo. Contamos com bandas dos mais variados gostos e estilos que podem prender a atenção dos mais diversos públicos. Também vemos algo como uma fraternidade no cenário, com todos os músicos se respeitando e incentivando as novas bandas”, diz Daniel.

The Neeks é composta por Ricardo Tófano nos vocais; Rômulo Pacheco, na guitarra; Daniel Alexander, na bateria e recentemente adicionado o baixista, Pedro Venturim. Isso porque Giuseppe Felipe, o ex-baixista, se mudou para São Paulo a trabalho e hoje ele é o produtor do grupo.

“Nós temos muito apreço pelas autorais, devido à sensação boa de passar o que estamos querendo dizer de forma única. Já lançamos o single “Futurofobia” em todas as plataformas digitais, inclusive com um clipe no YouTube. Estamos com preparos para gravar mais singles neste ano”, finaliza.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here