Segurança

Garoto de 14 anos denunciou irmã e amante que mataram homem em Castelo

COMPARTILHE
22703
Advertisement
Advertisement

A informação passada à polícia por um adolescente, de 14 anos, foi fundamental para que a verdadeira motivação do crime, que tirou a vida de Alexandro Fim, 34 anos, encontrado morto na garagem de casa nesse domingo, em Castelo, fosse revelada.

Continua depois da publicidade

O menino, cunhado de Alexandro, contou aos policiais militares que a irmã e o amante mataram Alexandro, e que teve acesso à confissão da acusada depois de ouvi-la comentando a participação no crime. 

Uma equipe da Polícia Civil, com mandados de prisão emitidos pela Justiça, foi à casa da mulher, em Monte Alverne, zona rural, e ao bairro Niterói, onde fica a casa do executor. Os dois foram detidos na madrugada desta terça-feira (27) e não resistiram à prisão.

Ainda segundo a polícia, a testemunha relatou que descobriu, horas depois do crime, que a morte do cunhado estava sendo articulada, havia um mês. Essa versão foi confirmada pela mulher.

Continua depois da publicidade

No interrogatório, ela reforçou o depoimento do irmão mais novo e revelou que, no domingo, ligou para o amante ir até sua casa, às 22h, para juntos ‘colocar o plano em prática’.

Assim que o amante entrou na residência, a mulher surpreendeu o marido com um abraço e o imobilizou pelos braços. Nesse momento, o homem se aproximou e estrangulou Alexandro até a morte.

Depois de assassinar o marido, ela fez contato com os pais apresentando uma versão diferente. Relatou que o caso era latrocínio e disse, inclusive, que teria sido trancada em seu quarto e seu carro tinha sido roubado, além de outros pertences.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O homem envolvido no crime, contou que os objetos que teriam sido levados no suporto roubo estavam, na verdade, escondidos no forro de gesso da residência onde ocorreu o assassinato. Mesmo com as prisões, o caso segue sendo apurado pela delegacia do município.

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here