Cidades

Após demora do Samu 192, mulher dá à luz dentro de casa em Guaçuí

COMPARTILHE
Samu192
Divulgação Sesa
3203
Advertisement
Advertisement

A demora no atendimento de emergência do Samu 192 ganha um novo capítulo em Guaçuí. Desta vez, uma mulher, de 29 anos, deu à luz dentro de casa enquanto aguardava por ajuda médica. O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (28), no bairro Vale do Sol.

Continua depois da publicidade

De acordo com a dona de casa Viviane Soares, sua irmã Larissa Soares, 29 anos, estava perto de completar nove meses de gestação, mas entrou em trabalho de parto nesta manhã. Ela acionou o Samu 192. No entanto, o serviço só chegou ao local mais de 30 minutos depois de a irmã ter dado à luz a menina Ágatha, em casa mesmo.

“Isso é uma vergonha! Liguei para o Samu 192 e os atendentes ficaram perguntando várias coisas desnecessárias ao invés de enviar rapidamente o socorro. Como sabia das reclamações recorrentes por conta da demora no socorro, fui até ao posto de saúde em busca de ajuda, mas não encontrei ninguém. Daí segui para o Pronto Socorro municipal, e lá a mesma coisa, ninguém podia ajudar. Quando retornei, minha irmã já tinha dado à luz a minha sobrinha”, conta Viviane, que acionou alguns dos vereadores que tem cobrado agilidade no atendimento do Samu.

Os vereadores Valmir Santiago e Julinho Terere foram até a casa de Larissa. Ela e a filha foram levadas pela equipe do Samu para a Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí.

Continua depois da publicidade

Por telefone, Valmir Santiago lembrou que já promoveram reunião com os gestores do Samu para cobrar melhorias no atendimento. “O problema está sendo ocasionado pelo fato das ligações caírem numa central em Vitória. A Secretaria Estadual de Saúde tem conhecimento do problema e prometeu apresentar uma solução”, explicou o vereador.

Viviane informou que, depois do susto, Larissa e Ágatha passam bem.

Júlio Terere, Valmir Santiago e Viviane Soares
No registro, Júlio Terere, Valmir Santiago e Viviane Soares, irmã de Larissa, que deu à luz dentro de casa

Queixas ao Legislativo

Advertisement
Continua depois da publicidade

O Samu 192 que completará quatro meses em Guaçuí nesta quinta-feira (29) coleciona reclamações. Os socorristas, segundo relatos, chegam a levar até 50 minutos, após acionados, para atender uma ocorrência. O assunto, inclusive, foi discutido em reunião no último dia 23, na Câmara Municipal.

A reunião no plenário da Câmara teve a presença de representantes da Prefeitura, do Consórcio Público da Região Polo Sul (CIM Polo Sul), responsável pelo serviço na região, e da coordenação do Samu no Sul do Estado.

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here