Internacional

China rejeita nova missão da OMS para investigar origens do vírus

COMPARTILHE
49
Advertisement
Advertisement

A China rejeitou, nesta quinta-feira, 22, uma proposta feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para enviar uma segunda missão ao país para descobrir as origens da covid-19. O governo chinês classificou a oferta como “política” e “tendenciosa”, de acordo com o Nikkei Asia, porque a entidade também quer analisar a possibilidade de o vírus ter escapado de um laboratório de Wuhan.

Continua depois da publicidade

As autoridades chinesas reiteraram que cooperaram totalmente com a equipe internacional de especialistas da OMS enviada a Wuhan no início deste ano. Pequim destacou que, no relatório conjunto divulgado em março, os cientistas afirmaram que a teoria de vazamento de laboratório era “extremamente improvável”.

Diante da alta de casos impulsionada pela variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia, o sudeste da Ásia vem sofrendo constantes dias de recordes nos números de infecções e óbitos. Conforme relata a Associated Press, a Indonésia converteu quase toda a sua produção de oxigênio para uso médico para atender à demanda de pacientes com covid.

Hospitais lotados na Malásia tiveram de recorrer ao tratamento de pacientes no chão. Enquanto isso, em Mianmar, os trabalhadores do cemitério têm trabalhado dia e noite para acompanhar a demanda por cremações e enterros.

Continua depois da publicidade

Nas últimas duas semanas, os três países do sudeste asiático já ultrapassaram o pico da taxa de mortalidade per capita da Índia como uma nova onda de coronavírus.

Para diminuir a contaminação, a União Europeia anunciou que serão destinadas mais de 200 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países de baixa e média renda até o final de 2021. O objetivo é garantir o acesso a vacinas seguras em todo o mundo.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que o bloco assume a responsabilidade de ajudar os países a combater o vírus. “A vacinação é fundamental, por isso é essencial garantir o acesso às vacinas em países do mundo todo”, declarou.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Sofia Aguiar
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here