Esporte Nacional

Capixaba faz os 3 gols na estreia do Brasil contra Alemanha em Tóquio

COMPARTILHE
Brazil's Richarlison takes the ball during the closed-door 2022 FIFA World Cup South American qualifier football match against Uruguay at the Centenario Stadium in Montevideo on November 17, 2020. (Photo by Raul MARTINEZ / POOL / AFP)
40
Advertisement
Advertisement

A seleção brasileira masculina de futebol estreou com vitória na defesa do ouro olímpico. Nesta quinta-feira, em Yokohama, o Brasil abriu 3 a 0 no primeiro tempo diante da Alemanha, com três gols do atacante Richarlison, desacelerou na etapa final, viu os alemães marcarem duas vezes, mas, no fim, fechou o placar em 4 a 2 com um gol de Paulinho, no primeiro compromisso pelos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Continua depois da publicidade

O Brasil começou arrasador. Nos primeiros minutos da partida contra um rival de tradição, a Alemanha, de tantas histórias em um passado recente, o time do técnico André Jardine não se intimidou e fez três gols de cara. Os três com Richarlison, todos de puro oportunismo.

O jogador do Everton, da Inglaterra, foi o principal jogador do Brasil em Yokohoma, no estádio que os brasileiros conhecem bem. Foi lá que a seleção principal ganhou a sua quinta Copa do Mundo também diante da Alemanha, em 2002, com dois gols de Ronaldo, na vitória de 2 a 0.

André Jardine não teve os jogadores que queria ter em Tóquio-2020. Mas formou uma equipe equilibrada. O lateral-direito Daniel Alves foi um dos destaques do time na estreia, ajudando na marcação, mas também armando em algumas ocasiões.

Continua depois da publicidade

Depois de construir três gols de vantagem, o Brasil ainda perdeu um pênalti com Matheus Cunha. Poderia ter feito 4 a 0. Nesse momento não teve brasileiro que não se lembrou dos 7 a 1 sofridos para os alemães na Copa do Mundo de 2014. O atacante cobrou forte, mas à meia altura, facilitando a vida do goleiro Müller.

Em nenhum momento do primeiro tempo, a seleção brasileira foi pior do que a Alemanha. O time alugou o meio de campo, teve chances de fazer mais gols, mas foi se acostumando com o resultado. Deu espaço na etapa final e permitiu a reação do rival.

No primeiro gol da Alemanha, o goleiro Santos, do Athletico-PR, falhou. O time perdeu a concentração e só retomou a seriedade após o segundo da Alemanha. Para quem estava perdendo por 3 a 0, o time alemão recuperou as esperanças de ao menos empatar na estreia. Não deu. Com Paulinho em uma jogada pela esquerda, aumentou a contagem e sacramentou a vitória do time campeão olímpico.

Advertisement
Continua depois da publicidade

FICHA TÉCNICA

BRASIL 4 x 2 ALEMANHA

BRASIL – Santos; Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho (Malcom); Antony (Paulinho), Matheus Cunha e Richarlison (Reinier). Técnico: André Jardine.

ALEMANHA – Müller; Henrichs, Pieper (Torunarigha), Uduokhai e Raum; Maier, Arnold e Amiri; Stach (Schlotterbeck), Richter (Ache) e Kruse (Löwen). Técnico: Stefan Kuntz.

GOLS – Richarlison, aos 6, aos 21 e aos 29 minutos do primeiro tempo; Amiri, aos 11, Ache, aos 38, e Paulinho, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Douglas Luiz (Brasil); Henrichs, Pieper, Uduokhai e Stach (Alemanha).

CARTÃO VERMELHO – Arnold (Alemanha).

ÁRBITRO – Ivan Barton (Fifa-El Salvador).

LOCAL – Estádio Yokohama, em Yokohama (Japão).

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here