Esporte Nacional

Santos tem mais uma vez dificuldade com rival fechado e perde para o América-MG

COMPARTILHE
Santos tem mais uma vez dificuldade com rival fechado e perde para o América-MG
41
Advertisement
Advertisement

O enredo se repetiu pela terceira vez para o Santos neste Campeonato Brasileiro. E o final da história, desta vez, foi ainda pior. Neste sábado, no estádio Independência, em Belo Horizonte, o time do técnico Fernando Diniz sofreu novamente pela forte marcação de um adversário, agora do América-MG, e perdeu por 2 a 0. Nos dois jogos anteriores, contra Juventude e Sport, havia conseguido pelo menos o empate.

Continua depois da publicidade

O resultado encerrou uma sequência invicta de quatro jogos do Santos, que estacionou nos 12 pontos na classificação do Brasileirão. A equipe alvinegra ainda não venceu como visitante, com três derrotas e um empate. Já o América-MG alcançou sua segunda vitória seguida, não perde há quatro partidas, e subiu para nove pontos.

A casa era do América-MG, mas quem tratou de tomar conta foi o Santos. Desde o começo do jogo, o time de Fernando Diniz ocupou o campo de ataque. A bola ia de um lado para o outro e as peças se moviam para forçar o erro do adversário na marcação. Antes dos 20 minutos foram cinco finalizações, sendo uma delas com muito perigo, pelo pé direito de Marcos Guilherme.

O plano de Mancini era similar ao do Sport, que segurou o 0 a 0 na Vila Belmiro, na rodada anterior. Transpiração na marcação e contra-ataque. O problema é que, apesar de encontrar Ribamar lá na frente, o time demorava para dar apoio, o que dificultava o trabalho do atacante. Apesar disso, ele criou boa chance de cabeça em um cruzamento da esquerda.

Continua depois da publicidade

O cenário da partida continuou sem muitas alterações até o fim do primeiro tempo. O Santos tinha o domínio territorial (70% de posse de bola), mas, sem a mesma intensidade dos minutos iniciais, já não conseguia chegar com tanto perigo. O América-MG também era inofensivo.

A situação mudou logo aos 10 minutos do segundo tempo. O Santos concedeu espaço para o avanço de João Paulo pelo lado esquerdo. O lateral tentou cruzar e acertou o ângulo do xará santista, que ficou apenas observando. No começo da jogada, ainda no campo de ataque, o time alvinegro reclamou de uma falta em Marinho, mas, após análise do VAR, o árbitro Denis da Silva Ribeiro Serafim confirmou o gol.

Com 50% de sua estratégia conquistada, o América-MG se fechou ainda mais para alcançar o restante do objetivo. O Santos pressionou até o fim, mas, com o ônibus mineiro estacionado na frente da área, não conseguiu empatar e, para piorar, em outro contra-ataque, ainda levou o segundo, com Carlos Alberto.

Advertisement
Continua depois da publicidade

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 x 0 SANTOS

AMÉRICA-MG – Matheus Cavichioli; Eduardo, Anderson, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo (Ramon), Juninho Valoura e Marcelo Toscano (Juninho); Felipe Azevedo (Alan Ruschel), Ribamar (Carlos Alberto) e Rodolfo (Geovane). Técnico: Vagner Mancini.

SANTOS – João Paulo; Pará (Madson), Luiz Felipe (Ângelo), Kaiky e Felipe Jonatan (Carlos Sánchez); Camacho, Jean Mota e Gabriel Pirani (Moraes); Marinho, Lucas Braga e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz.

GOLS – João Paulo, aos 10, e Carlos Alberto, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Eduardo, Zé Ricardo, Ribamar e Vagner Mancini (América-MG); Pará, Lucas Braga, Fernando Diniz e Luiz Felipe (Santos).

ÁRBITRO – Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Marcius Azevedo
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here