Cidades

Padaria de Cachoeiro doa pães a quem não pode comprar em meio à pandemia

COMPARTILHE
638
Advertisement
Advertisement

A proprietária de uma padaria que fica em Cachoeiro de Itapemirim criou uma ação solidária em meio à pandemia do novo coronavírus para ajudar a quem não pode comprar o alimento neste momento.

Continua depois da publicidade

 

Quem passa pela rua João Batista Calegário, no bairro Aeroporto, logo percebe um recadinho fixado ao lado da porta da panificadora: “Para você que não pode comprar o seu pão, pode retirar aqui”.

 

Continua depois da publicidade

A ideia surgiu depois de Tatiana Fiório Amaral, 37 anos, perceber que o faturamento de seu estabelecimento caiu após a segunda onda de casos da Covid-19 na cidade.

 

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

Outra coisa que chamou atenção da comerciante foi que as famílias mais simples, as pessoas em situação de rua e os profissionais da limpeza urbana, que costumavam comprar poucos pães pela manhã, pararam de frequentar a padaria.

 

“Com a diminuição do auxílio emergencial e também a situação do desemprego notei que esses clientes sumiram e outros deram uma segurada nas compras, então decidi colocar a cestinha de manhã e à tarde, e então eles pegam todos os dias. No início tinham vergonha, mas agora estão gostando da novidade. ”, disse.

 

Segundo a empresária, antes do criar a ‘cestinha do bem’, ela doava os pães para funcionários e eles encaminhavam para outras pessoas, no entanto, depois de notar que esses clientes deixaram de frequentar o local, passou a dividir os pães entre seus colaboradores e àqueles que precisavam do alimento mais não tinham condições de comprar.

 

A recompensa, para ela, vem dos muitos elogios que recebe e dos agradecimentos daqueles que se beneficiam com a ação solidária.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here