Internacional

UE: EMA contraindica vacina da AstraZeneca a pessoas com histórico de doença rara

COMPARTILHE
10
Advertisement
Advertisement

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) recomendou, em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 11, que a vacina contra a covid-19 da britânica AstraZeneca não deve ser aplicada em pessoas com histórico de síndrome de extravasamento capilar, “uma condição rara e grave que causa vazamento de fluidos de pequenos vasos sanguíneos”, segundo a definição da própria EMA.

Continua depois da publicidade

O comitê da agência que avaliou a segurança do imunizante também recomendou que a síndrome seja incluída na bula do produto como um possível efeito colateral.

A avaliação foi feita após a EMA analisar seis casos de síndrome de extravasamento capilar em pessoas que receberam a vacina da AstraZeneca, e concluir que três dos pacientes já tinham sido diagnosticados com a condição antes.

Gabriel Caldeira
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here