Economia

Gasto com Habitação aumenta 1,78% no IPCA, com maior impacto de energia elétrica

COMPARTILHE
12
Advertisement
Advertisement

As famílias gastaram 1,78% a mais com habitação em maio, uma contribuição de 0,28 ponto porcentual para a taxa de 0,83% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A energia elétrica subiu 5,37%, o maior impacto individual no índice do mês, uma contribuição de 0,23 ponto porcentual.

Continua depois da publicidade

Em maio, passou a vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que acrescenta R$ 4,169 na conta de luz a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Entre janeiro e abril, estava em vigor a bandeira amarela, cujo acréscimo é menor, de R$ 1,343 adicionais.

Advertisement

Além da mudança na bandeira tarifária, ocorreram reajustes em diversas regiões pesquisadas no final de abril, ressaltou o IBGE.

Continua depois da publicidade

As famílias também gastaram mais com a taxa de água e esgoto (1,61%), devido a reajustes em São Paulo e Curitiba, e com o gás encanado (4,58%). O gás de botijão subiu 1,24% em maio, acumulando uma alta de 24,05% em 12 meses consecutivos de aumentos.

Daniela Amorim
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here