Espírito Santo

Secretário de Educação de Castelo apresenta aos vereadores ações realizadas por sua pasta durante a pandemia

COMPARTILHE
296
Advertisement
Advertisement

A convite dos vereadores, a sessão ordinária da Câmara Municipal de Castelo desta terça-feira (4) contou com a presença do secretário municipal de Educação, José Renato de Oliveira Pin, que falou das ações que está desenvolvendo neste período em que as escolas tiveram que se readequar ao ensino remoto por conta da pandemia.

Continua depois da publicidade

O Secretário apresentou números alarmantes aos Vereadores. Disse que, de acordo com os números do Painel Covid do Governo do Estado, já foram registrados 97 óbitos em Castelo, e, no Espírito Santo já são quase 10 mil mortes, sendo 1.921 somente no último mês de abril. Ele expôs ainda que pessoas mais jovens estão se contaminando mais com as novas variantes do vírus, enfatizando a importância do uso de máscaras como proteção por pessoas de todas as idades, inclusive crianças e adolescentes.

“Continuamos em risco alto e, por isso, seguimos as orientações das autoridades de saúde da suspenção das aulas presenciais. Mas, em nenhum momento foi refutado o direito à educação no modelo remoto. Estamos nos preparando para o retorno presencial com a compra dos materiais de sinalização, máscaras, termômetros, álcool em gel, sabão, dispenser, luvas, tapetes sanitizantes, entre outros, para nos adequarmos às mudanças no formato ensino – aprendizagem”, informou José Renato de Oliveira Pin.

A Busca Ativa Escolar, que reconhece alunos que estão fora da escola; a Pauta Eletrônica, que evita o uso de papel; a Formação de Gestores, em reuniões com diretores escolares estimulando as mudanças no formato de ensino; o Programa saúde na Escola e a Plataforma Escola Segura, para acompanhamento do número de casos da doença e possíveis casos de surto de covid nas escolas, foram alguns dos trabalhos desenvolvidos durante esses 90 dias e apresentados hoje.

Continua depois da publicidade

O secretário esclareceu dúvidas sobre questões relacionadas aos kits de alimentação que estão sendo distribuídos enquanto a merenda escolar está suspensa por conta da paralisação das aulas presenciais. “Até a próxima sexta-feira devemos contemplar 2.100 alunos com 4.200 kits de alimentação contendo 13 gêneros alimentícios. É preciso que fique claro que não são cestas básicas e são ofertados apenas para alunos cadastrados no Cadastro Único do Governo Federal”.

Quando questionado pelos vereadores sobre a dificuldade de aprendizagem dos alunos através dos meios digitais, o secretário, que também é professor e pesquisador, informou que não faz apologia de que seja melhor, mas que, essa geração de alunos considerados “nativos digitais” tem muito mais facilidade de aprendizagem com nível e velocidade de interpretação muito maior do que possamos imaginar. Disse ainda que está sendo programado pela equipe de pedagogos da SEME um processo de reforço para o segundo semestre desse ano.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here