Safra ES

Participação feminina no agro cresce com coletivos e novos programas de sucessão familiar

COMPARTILHE
A produtora de café e mentora do movimento Todos a Uma Só Voz, Mariselma Sabbag comemora a mudança de cenário, onde agora a mulher pode comandar um negócio do agro sem muitas das barreiras (foto: divulgação)
64
Advertisement
Advertisement

Os números do agronegócio nem sempre revelam as histórias de quem faz o setor responder por mais de 23% do PIB brasileiro. A intensa transformação pela qual as propriedades rurais passaram nos últimos anos aumentou a complexidade dos negócios e colocou o agro em uma rota inevitável de profissionalização. Já existem dados que apontam para uma mudança de paradigma no comando destas empresas, o que representa uma guinada na forma de se fazer negócios agrícolas e pecuários no Brasil. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, as mulheres respondem por 34% dos cargos de lideranças em fazendas, um patamar inédito que não deve desacelerar nas próximas safras. Em paralelo, a digitalização dos negócios, a pauta sustentável e a maior conexão com o consumidor ajudam a criar um novo mosaico do campo.
CLIQUE AQUI E LEIA A REPORTAGEM COMPLETA

Advertisement
Continua depois da publicidade

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here