Política Regional

Presidente da Assembleia Legislativa debate abertura permanente do comércio no ES com 27 entidades do setor

COMPARTILHE
288
Advertisement
Advertisement

Os impactos do fechamento total e abertura parcial do comércio no Espírito Santo por conta da pandemia do novo coronavírus e as alternativas para evitar mais prejuízos ao setor foram os temas de uma reunião nesta quinta-feira (22), na Assembleia Legislativa do Estado. Erick Musso, presidente da Ales, debateu o tema com representantes de 27 entidades da classe.

Continua depois da publicidade

“O comércio precisa voltar a funcionar diariamente respeitando, como já fazem, os protocolos de biossegurança. Vamos debater e dialogar com o Governo e achar a melhor saída nesse contexto que estamos vivendo”, disse o chefe do Legislativo estadual.

Desde o ano passado, as associações comerciais dos municípios capixabas clamam pela volta total do funcionamento da categoria, que já enfrenta um baque financeiro significativo. Mesmo com o incentivo de crédito e medidas assistenciais ao empregador, promovidas pelo Governo Federal, Estadual e também pelos municípios, muitas empresas não suportaram a crise e fecharam as portas definitivamente.

O debate na sessão da Ales foi, justamente, para impedir que mais empresas caminhem para a falência. Por outro lado, Casagrande, governador do ES, afirma que as medidas de restrições são, ainda, fundamentais para conter o avanço da pandemia no Estado, que já ceifou 9.011 vidas até o momento.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].