Cidades

“Parecia estar brincando de se afogar”, diz amigo de rapaz que desapareceu em cachoeira de Castelo

COMPARTILHE
6394
Advertisement
Advertisement

Um amigo de Felippe Gussão, 33 anos, que sumiu na tarde desta segunda-feira (12) após entrar na ‘Cachoeira do Bambuzal’, localizada na comunidade de São João, interior de Castelo, contou detalhes do que aconteceu antes de o rapaz desaparecer nas águas.

Continua depois da publicidade

Segundo Raphael Chiecon, Felippe parecia estar brincando de se afogar antes de sumir no curso d’água. De acordo com o amigo, o atleta estava mergulhando e demorando alguns minutos para retomar à superfície, num tom de diversão, como quem quisesse ‘pregar uma peça’ nos colegas. Na última vez, no entanto, emergiu pálido e enfraquecido, afundando outra vez.

Um outro amigo que participava do passeio pulou atrás de Felippe assim que percebeu que não se tratava mais de uma brincadeira e, sim, de um afogamento. Mas a correnteza estava intensa e as águas, volumosas, não sendo possível salvá-lo. Tudo ocorreu por volta de 12h.

Continua depois da publicidade

O grupo de amigos – que havia sido convidado pelo próprio Felippe para passar o dia na região da queda-d’água após um treino de Jiu-Jitsu – começou a procurar pelo rapaz por algum tempo. Como não o localizaram, solicitaram ajuda ao Corpo de Bombeiros.

Raphael contou que ninguém havia ingerido bebida alcoólica antes de iniciar a caminhada até a cachoeira, que é de difícil acesso. Felippe conhecia o local e costumava frequentar cascata aos fins de semana.

Até às 18h desta terça-feira (13) a vítima não havia sido encontrada por bombeiros que realizavam as buscas às margens do rio.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].