Segurança

Criminoso que assaltou e tentou matar policial militar em Cachoeiro é preso pela Polícia Civil

COMPARTILHE
Foto: Divulgação // PCES
3221
Advertisement
Advertisement

Investigadores do Departamento Especializado em Investigações Criminais de Cachoeiro de Itapemirim prenderam nesta quarta-feira (7) um homem de 23 anos suspeito de diversos crimes, entre eles, a tentativa de homicídio contra um policial militar em setembro de 2017 no bairro Sumaré.

Continua depois da publicidade

Policiais foram até o bairro Zumbi para recuperar objetos furtados e roubados que estariam guardados em residências da região e acabaram recebendo denúncias sobre o intenso tráfico de drogas que estaria ocorrendo em uma escadaria que liga as ruas Maria Dias e Renê Nogueira.

A equipe montou um cerco e identificaram o homem que era foragido do sistema prisional e acusado de tentar matar um policial da PMES no dia 1º de setembro. Além deste crime, ele tem passagens por crimes relacionados a lei Maria da Penha, assaltos e tráfico de entorpecentes.

Continua depois da publicidade

Depois de identificar a casa usada como ‘boca de fumo’ e o criminoso que estaria dentro dela, os policiais foram até o local e fizeram a detenção do homem. Foram achadas uma arma de fogo calibre 38, munições, 60pedras de crack, celulares e R$ 60 em espécie.

De acordo com Rafael Amaral, delegado responsável pela operação, no crime contra o policial militar, o detido estava acompanhado por outro criminoso e, armados, roubaram um Toyota Corolla. O policial perseguiu a dupla e acionou outros militares. Na perseguição, os ladrões acabaram colidindo contra um poste, atiraram contra a polícia e o detido nesta quarta-feira acabou baleado naquela ocasião.

Ele estava preso pelos crimes cometidos em 2017, mas havia fugido da prisão há quatro meses. Policiais após detê-lo o levaram para a Delegacia Regional de onde seguiu para o Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].