Política Regional

100 dias de governo: Ninho aposta em investimentos em combate à Covid-19 em Dores do Rio Preto

COMPARTILHE
160
Advertisement
Advertisement

Prefeito reeleito, iniciando seu segundo mandato, Cleudenir José de Carvalho Neto, o “Ninho”, em entrevista ao AQUINOTICIAS.COM para avaliar os 100 primeiros dias de governo desta gestão, lamenta os reflexos negativos da pandemia também no setor comercial e de turismo de Dores do Rio Preto. Ele aposta nas medidas adotadas pelo Governo do Espírito Santo para conter o avanço dos casos e vencer a Covid-19.

Continua depois da publicidade

Nos primeiros meses deste ano, a administração de Dores do Rio Preto tem atendido as determinações do Governo do Estado, seguindo os decretos da Secretaria Estadual de Saúde, e está investindo recursos nas ações para amenizar os efeitos da pandemia. “Precisamos estar vivos para superar as dificuldades e planejarmos o futuro de Dores do Rio Preto no pós-pandemia”, desaba Ninho. Confira na entrevista!

AQUINOTICIAS.COM – Quais os maiores problemas enfrentados pela administração?

Estamos enfrentando problemas desde o início de 2020, primeiro foram as chuvas intensas que causaram uma enchente na parte baixa da sede, derrubaram algumas pontes e provocaram alguns transtornos nos distritos. Tivemos também uma chuva de granizo no distrito de Mundo Novo. Porém, a pandemia da Covid-19 é o nosso maior problema, pois ainda estamos lutando contra ela.

Continua depois da publicidade

Como o senhor avalia os 100 primeiros dias de governo deste segundo mandato?

Continuamos trabalhando com o mesmo propósito do mandato anterior, de modo transparente, mantendo as contas em dia e fazendo as contratações necessárias para dar seguimento ao governo. Lembrando que a equipe de governo é a mesma do mandato anterior.

Quais as melhorias já feitas na cidade durante este tempo?

Advertisement
Continua depois da publicidade

Estamos dando sequência ao planejamento implementado no mandato de 2017-2020.

Quais as ações que o senhor gostaria de já ter executado, mas ainda não conseguiu?

Entendemos que 100 dias é um período curto para que um governo eleito realize várias ações em um município, mas como fomos reeleitos para um novo mandato, continuamos com o planejamento e a execução das obras, serviços e programas que estavam planejados desde o mandato anterior. Essas ações estão acontecendo naturalmente.

Como tem se dado à aceitação da população neste segundo mandato? De que maneira a municipalidade tem sentido essa aceitação?

Fui reeleito com mais de 60% dos votos válidos, acredito que esse número responde a pergunta. Entretanto, considero que ainda é cedo para avaliarmos esse segundo mandato.

Qual a relação que o Executivo estabeleceu com o Legislativo nestes 100 dias de governo?

Como sempre mantemos uma relação harmoniosa com o Poder Legislativo.

O senhor enfrentou no último ano a pandemia que agora está mais intensa. Quais os impactos dela no município? Ela afetou os planos da administração, de que forma?

Essa pandemia tem tirado o nosso sono; não só o meu, mas de todos os munícipes. Pensávamos que ela diminuiria seus efeitos, mas está acontecendo o contrário, está cada vez pior. Ela afetou vários setores do município, principalmente o setor comercial e turístico. Com certeza também afetou os planos da administração, pois muitas ações estão sendo adiadas para atendermos as mais urgentes em relação à pandemia.

Como a administração está trabalhando para amenizar os impactos na economia e na gestão pública?

Além dos limites intermunicipais, o munícipio faz divisa com os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, cada qual tem os seus protocolos de prevenção. Dores do Rio Preto está atendendo as determinações do Governo do Estado, seguindo os decretos e as determinações do Secretaria Estadual de Saúde para combater essa pandemia. Sabemos que alguns setores estão sofrendo impactos econômicos, inclusive o município, por isso, só estamos investindo recursos nas ações para amenizar os efeitos da pandemia. Porém, precisamos estar vivos para superar as dificuldades e planejarmos o futuro de Dores do Rio Preto no pós-pandemia.

O senhor pensa que as movimentações políticas em torno das eleições 2022 devem afetar o governo municipal?

Apesar de ainda ser cedo para esse assunto, acredito que as movimentações políticas para as próximas eleições não afetarão o governo municipal. Temos um bom relacionamento com o Governo do Estado, com os senadores e deputados.

O que o cidadão pode esperar de sua administração nos próximos meses?

O cidadão rio-pretense pode ter a certeza de que continuaremos com um governo sério, honesto e transparente.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].