Cidades

Turistas que visitaram o ES no verão buscaram locais isolados e mais próximos

COMPARTILHE
203
Advertisement
Advertisement

A Secretaria de Turismo (Setur) divulgou, nesta quinta-feira (4), o resultado da pesquisa de identificação do perfil do turista realizada no verão e no feriado de carnaval. As pesquisas foram realizadas nos principais atrativos de 12 municípios capixabas. O trabalho trouxe também informações relacionadas à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), comprovando as tendências da atividade, isto é, a procura por destinos mais isolados, atraso na realização da viagem por conta dos índices de contaminação, bem como o uso de carro próprio para viagem e, em locais mais próximos.

Continua depois da publicidade

Segundo o secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, os resultados das pesquisas retratam claramente o que os especialistas afirmaram que seria o comportamento dos turistas durante a pandemia, como também trazem à tona a avaliação relativa ao cumprimento das normas sanitárias no destino escolhido. “O retrato do turista que procurou o Espírito Santo para passar alguns dias do verão, como também no feriado de carnaval, mostra que as pessoas estão atentas aos protocolos, buscando destinos mais isolados e próximos, correspondendo às orientações trabalhadas por nós com os municípios e o trade turístico capixaba, visando à preservação da vida”, destacou o secretário.

A pesquisa de perfil do turista é realizada anualmente pela Setur. Este ano, o Observatório do Turismo acrescentou ao questionário questões relacionadas à pandemia, com o objetivo de avaliar as medidas adotadas pelo Governo do Estado junto ao segmento. “O Espírito Santo estimula os empreendimentos que fazem parte da cadeia produtiva do turismo à adesão ao selo “Turismo Responsável”. Hoje, no Espírito Santo, são 552 empreendimentos com o selo, o que significa que estão cumprindo as normas sanitárias de prevenção, qualificando o destino Espírito Santo”, afirmou o secretário.

Entre os entrevistados na pesquisa realizada no verão – que, além dos destinos de praia, incluiu três municípios da região do Caparaó –, 73,1% optaram por transporte individual e 22,9% escolheram empresas de transporte que comprovassem protocolos sanitários. Os dados também mostram que 33,1% optaram por se hospedar em apartamento ou casa alugada e 12,7% escolheram hospedagens com menor número de hóspedes. Além disso, 57,9% dos entrevistados procuraram destinos mais isolados e 33,3% atrasaram os planos de ir para o destino devido à pandemia.

Continua depois da publicidade

Em relação aos pontos negativos evidenciados relativos aos novos hábitos necessários em decorrência da pandemia, 60,1% consideraram que os protocolos de higiene foram cumpridos e, entre os problemas detectados, o não uso de máscaras pelos funcionários dos estabelecimentos foi apontado por 69,2% dos entrevistados, seguido de 36,5% que apontaram a falta de álcool em gel, e 18,3% que identificaram desrespeito às normas sanitárias de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19).

Como foi feito o levantamento

As pesquisas foram realizadas nos principais pontos turísticos dos municípios de Anchieta, Conceição da Barra, Guarapari, Marataízes, Piúma, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória, onde já há uma série histórica e em três municípios localizados na Região Turística do Caparaó – Divino São Lourenço, Dores do Rio Preto e Iúna.

Advertisement
Continua depois da publicidade

As informações foram coletadas, por meio de aplicação de questionários face a face, de forma eletrônica, com registro automático das coordenadas do local visitado, por meio de GPS e da gravação do áudio das entrevistas. O trabalho foi executado pela empresa Qualitest Ciência e Tecnologia Ltda., vencedora da licitação.

Participaram da reunião on-line, o presidente do Conselho Estadual de Turismo (Contures), Fernando Otávio; o presidente do Convention Bureau, Elcimar Teixeira de Paula; Alexandre Passos, técnico em planejamento do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Tatiana Chafin, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio); além do secretário de Turismo de Conceição da Barra, Roberto Malacarne; Matheus Ávila  do Observatório de Turismo de Vitória, vereador de Dores do Rio Preto, Jeferson Lagares; e membros do Grupo Ecologia Humana da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Universidade Federal Fluminense (UFF).

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].