Coronavírus

“Estamos nos preparando para enfrentar uma situação mais grave”, diz Casagrande sobre 3ª onda da pandemia

COMPARTILHE
Foto: reprodução
2235
Advertisement
Advertisement

“Estamos nos preparando para enfrentar uma situação mais grave”. As palavras, ditas pelo governador Renato Casagrande em coletiva na tarde desta segunda-feira (1º), mostram que os problemas enfrentados em outros Estados do país, cujos sistemas de saúde entraram em colapso por conta da pandemia do novo coronavírus, preocupa.

Continua depois da publicidade

“Estamos nos preparando com novos leitos. Mas leito de UTI não salva a vida de todo mundo. Por isso queremos fazer um trabalho forte para impedir que a população necessite desses leitos e, assim, reduzir os óbitos no Espírito Santo”, ressaltou o governador.

A apreensão se justifica: vários Estados brasileiros têm enfrentado sérios problemas para conseguir dar conta dos pacientes graves de Covid-19. Primeiro o Amazonas, depois Rondônia e, agora, Santa Catarina, tiveram seus sistemas de saúde colapsados e filas de espera por uma vaga no tratamento intensivo.

Além do crescente nas contaminações pelo coronavírus, a sazonalidade também dita que o momento é de cuidado para os capixabas. Março e abril são considerados meses de crescimento das doenças respiratórias no Espírito Santo, o que pode acentuar a curva de procura por leitos nos hospitais por conta de doenças respiratórias.

Continua depois da publicidade

“Por isso ampliamos o número de leitos e devemos alcançar 900 leitos, sem a compra de leitos dos principais grupos privados. Caso o crescimento se confirme, temos a assistência”, diz o secretário de Saúde, Nésio Fernandes.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].