Esporte Nacional

Renato Gaúcho pede desculpas à torcida e promete mexidas sem caça às bruxas

COMPARTILHE
14
Advertisement
Advertisement

O técnico Renato Gaúcho não quer saber de entrar em rota de colisão com os gremistas e fez um pedido de desculpas após a perda do título da Copa do Brasil para o Palmeiras. Depois do vice-campeonato, o treinador ainda avisou que fará uma mudança no elenco para 2021, mas pediu calma por causa da fase prévia da Libertadores daqui três dias. Nada de caça às bruxas no elenco.

Continua depois da publicidade

“Em primeiro lugar, quero pedir desculpas para a torcida do Grêmio. Ela estava apostando muito nesse título e a gente não conseguiu dar essa alegria”, afirmou, chateado e bastante triste com o desempenho da equipe nos dois jogos decisivos.

“Na final, qualquer uma das equipes que chega pode ganhar. O Palmeiras não teve grandes atuações, mesmo sendo uma equipe que investiu bastante. Muita gente acha que está tudo errado, mas não é assim. No Brasil, temos vários times que brigam pelos títulos, mas só alguns vão ganhar. O resto não presta? É preciso ter calma nessa hora”, observou.

Advertisement

Ciente que o Grêmio deveu futebol diante do Palmeiras, Renato garantiu estar em conversas diárias com o presidente Romildo Bolzan Júnior para a busca de reforços.

Continua depois da publicidade

“Eu tenho trocado bastantes ideias com o presidente. Nestas horas, é ter cabeça tranquila, fresca. E a partir de amanhã (segunda-feira), a gente começa a tomar providências”, pediu. “Não adianta tomar providências de cabeça quente. A gente tem trocado ideias e sabe muito bem o que tem que ser feito. Não estamos parados, estamos nos mexendo e algumas providências serão tomadas” garantiu.

Os torcedores já pediram a cabeça do goleiro Paulo Victor, escolha de Renato para as finais e do meia Thaciano. O técnico pede calma. Vitor Bueno, do São Paulo, é um dos nomes avaliados para ir para o Sul para “ajustar” o meio.

Ao mesmo tempo em que faz coro com os torcedores clamando reforços, Renato não pede que todos sejam crucificados. “O Thaciano faz parte do grupo de Grêmio. Ele jogou pelo lado, com o Alisson pelo meio. Nós tentamos. O Pinares não estava inscrito e o Jean Pyerre caiu bastante de produção”, justificou. “Procurei fazer de tudo nessa partida, mudei algumas peças. Até tivemos algumas oportunidades, principalmente aquele com o Pepê no início, mas não matamos”, seguiu.

Continua depois da publicidade

E foi além: “Problemas todo mundo tem, mas não tem muito tempo para corrigir. Contratar a gente vai, mas os jogadores não chegam amanhã” lamentou. “Infelizmente, ou felizmente, estávamos na final. Não tivemos nem tempo para nos preparar e a Libertadores começa quarta-feira. Não adianta cobrar um milhão de providências porque não temos esse tempo.”

O Grêmio recebe o Ayacucho, do Peru, em Porto Alegre, na quarta-feira, pela fase prévia da Libertadores e a grande missão do técnico no momento e fazer o grupo esquecer a perda do título e já se reerguer para novo mata-mata.

Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].