Cidades

Projeto que ressocializa detentas em Cachoeiro tem contrato renovado

COMPARTILHE
139
Advertisement
Advertisement

O Sicoob Credirochas e a Santa Casa de Misericórdia Cachoeiro renovaram o contrato para a realização do projeto de ressocialização de internas do presídio de Cachoeiro por mais um ano. A assinatura aconteceu na manhã desta quinta-feira (4) na Fazenda da Santa Casa, local onde é realizada a iniciativa que também tem o apoio da Secretaria Estadual de Justiça.

Continua depois da publicidade

Com a renovação, a cooperativa de crédito financia os custos do projeto com pagamento de um salário mínimo para as cinco detentas que trabalham na produção da fazenda.

Para a superintendente da Santa Casa, Marinete Tiberio, esse é um momento muito importante para agradecer a parceria com o Sicoob Credirochas. “Mas uma vez eles estão patrocinando esse projeto para que possamos salvar e recuperar vidas por meio da ressocialização não só profissional, mas também psicológica e emocional”, disse.

Para o presidente do Sicoob Credirochas, Tales Machado, essa é uma oportunidade que a cooperativa tem de poder contribuir de alguma forma para a recuperação das internas do presídio.

Continua depois da publicidade

Segundo ele, já existe o pensamento de ampliar os trabalhos na fazenda para que outras internas também possam participar da iniciativa. “Queremos aproveitar essa área para criar novas oportunidades. E o Sicoob Credirochas estará sempre presente e apoiando essa iniciativa”.

Ampliação

Durante a cerimônia de renovação do contrato, o procurador do Ministério Público do Trabalho, Djailson Martins Rocha, anunciou que vai destinar também parte do recurso do pagamento de multa que as empresas pagaram por alguma irregularidade para o projeto Cuidar de Vidas.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“Esse projeto é uma oportunidade para que elas após cumprirem a pena consigam um trabalho e tenham a chance de recompor suas vidas lá fora. Então pretendemos encaminhar esse recurso para ampliar o número de vagas e disponibilizar cursos para que facilite ainda mais a reinserção dessas trabalhadoras na sociedade”.

O gestor da Fazenda, Sérgio Mariano, lembrou que além de ganhar um salário mínimo, as internas também abonam um dia da pena por cada três trabalhados.

Segundo ele, com a renovação do contrato será possível cuidar melhor da produção de alimentos que é destinada para alimentação de funcionários de pacientes da Santa Casa.

“Plantamos agora mais de 40 mil pés de mandioca, muitos pés de abóbora, milho e batata doce. Essa renovação vai ajudar a manter esse trabalho aqui na Fazenda e também a ressocialização das internas”, frisou.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].