Aqui nas Cidades

Membro do AA quer fundar centro de recuperação no Caparaó

COMPARTILHE
103
Advertisement
Advertisement

O programa Aqui nas Cidades desta terça-feira (9) trouxe no bloco de entrevistas dois convidados para falar de um tema social muito relevante, não só nos municípios capixabas, mas em todo Brasil que é o tratamento de dependentes do álcool.

Continua depois da publicidade

Fevereiro é o mês que marca o início do combate à dependência química do álcool e dentro desse contexto, os grupos do AA (alcoólicos anônimos) prestam um serviço de apoio e acolhimento ao alcoólatra. A instituição, que se mantém basicamente pela força dos próprios membros, está espalhada por todo território nacional e ampara aquele que deseja abandonar o vício e se reestabelecer na vida.

O AA é uma comunidade de caráter voluntário, fundada em 10 de junho de 1935, na cidade de Akron, em Ohio, nos Estados Unidos e que desde então se ramificou pelo mundo. Em Guaçuí são três grupos com reuniões semanais e mais um grupo de NA (narcóticos anônimos), que presta apoio a dependentes de outras drogas.

BATE PAPO EMOCIONANTE
Os convidados foram o vereador e empresário Julinho Tererê e o advogado e ex-procurador de Alegre, Daniel Freitas Jr, popular “Dedé”, ambos membros do AA, que conviveram com o alcoolismo desde jovens e hoje estão sóbrios levando a mensagem adiante, ajudando famílias na região do Caparaó.

Continua depois da publicidade

De acordo com eles, não existe ex-alcoólatra, o primeiro passo para se recuperar é assumir o problema como uma doença e o ato de continuar envolvido nos grupos ajudando outras pessoas faz a diferença.

A discussão do alcoolismo ainda é tabu nas famílias, o que acarreta falsas suposições do que de fato é o problema, a origem e o tratamento. “Em 1976 ingressei no AA em Itaperuna/RJ, de uma forma muito dolorosa, isso porque meu pai havia me levado inicialmente para ser internado no hospital de doido”, afirmou Dedé.
Para Julinho Tererê, o vício não escolhe classe social. “É uma doença progressiva que ataca indiscriminadamente quem chega até ela, não tem rico ou pobre”, afirma o vereador, que milita há anos na causa da dependência química na região e tem um projeto que deseja tirar do papel.

“Fui eleito vereador e minha grande missão nessa legislatura é criar um centro de recuperação para dependentes químicos em Guaçuí”, disse Julinho.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Veja abaixo um trecho do programa desta terça-feira:

 

Clique Aqui e acompanhe a Entrevista completa

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here