Segurança

Investigada por desvios de dinheiro público na Prefeitura de Alegre presta depoimento à polícia

COMPARTILHE
3579
Advertisement
Advertisement

Uma servidora que atuava como fiscal no setor de tributação da Secretaria Municipal de Obras, que pertence a Prefeitura de Alegre, prestou depoimento na tarde desta terça-feira (23) após ser presa preventivamente durante a Operação Jardinagem, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Continua depois da publicidade

Ela foi denunciada por receber valores ilícitos relacionados à expedição irregular de alvarás de construção emitidos pela Secretaria. Além da prisão dela, os agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência da fiscal e outro na casa de um ex-servidor do município, também investigado.

Segundo o advogado de defesa da servidora, Victor Nasser Fonseca, a mulher ficou surpresa com a prisão e a denúncia de participação no esquema criminoso. Ela esclareceu todas as dúvidas do Ministério Público e foi encaminhada para o Presídio Feminino de Cachoeiro de Itapemirim.

Ainda segundo Nasser, o processo é robusto e inclui gravações, interceptações telefônicas e detalhes que ele ainda não teve acesso, já que a investigação está em segredo de Justiça. Por isso, os pormenores sobre a defesa não serão divulgados no momento.

Continua depois da publicidade

Ação foi realizada em conjunto com a Polícia Militar e com o Grupo de Apoio aos Promotores. O nome da operação é uma alusão ao município, que é conhecido como ‘Cidade Jardim’.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].