Coronavírus

Após tratamento no ES, mais três pacientes do Amazonas recebem alta nesta segunda (08)

COMPARTILHE
80
Advertisement
Advertisement

Mais três pacientes do Amazonas receberam alta médica no Hospital Dr. Jayme dos Santos Neves, na Serra, nesta segunda-feira (08), após 19 dias de internação para o tratamento do novo Coronavírus (Covid-19) na unidade. Judith Medeiros Chaves, de 79 anos; Jair Tavares da Silva Nascimento, 44 anos, e Arnobio Augusto de Souza Filho, 55 anos, receberam alta após apresentarem dois testes negativos de RT-PCR para a Covid-19.

Continua depois da publicidade

“Os pacientes que estão em alta clínica já não têm nenhum tipo de complicação. Eles só têm a saída autorizada do hospital no momento que apresentarem dois resultados de RT-PCR negativos, no intervalo de 24 horas. Consideramos que essa medida adicional tende a preservar todos os pacientes e as pessoas que virão a ter contato com eles, ao longo do retorno dos mesmos ao Estado do Amazonas. Neste momento, 21 pacientes estão em condições de alta clínica e três estão com alta previstas para esta segunda-feira”, informou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (08).

O secretário também ressaltou o trabalho do Governo Estadual no acolhimento a esses pacientes. “Estamos ocupados e preocupados em salvar vidas, além de responder adequadamente a uma crise sanitária nacional, com autoridade, solidariedade e esperança. O Espírito Santo continuará tratando com muita responsabilidade, manejo e cuidado de todos os pacientes que sejam acolhidos pelos serviços do Sistema Único de Saúde e que são geridos pelo governo do nosso Estado”, frisou Nésio Fernandes.

Ambos precisaram de atendimento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ao chegar à unidade no último dia 19 de janeiro, e evoluíram bem ao longo dos dias. Os pacientes Judith Medeiros Chaves e Arnobio Augusto de Souza Filho precisaram de quatro dias em leitos de terapia intensiva, enquanto o paciente Jair Tavares da Silva Nascimento ficou internado em UTI por cinco dias.

Continua depois da publicidade

“Os manauaras chegaram ao Hospital Jayme com quadro clínico delicado, precisando de suporte intensivo, e têm recebido toda assistência necessária. A equipe tem trabalhado exaustivamente”, garantiu a diretora técnica do Hospital Dr. Jayme, Juliana Tavares.

A volta dos amazonenses para casa é de responsabilidade do Ministério da Saúde e do Governo do Estado do Amazonas, estando prevista para as 19h35 desta segunda-feira (08), em voo comercial.

Na última quarta-feira (03), os primeiros pacientes do Amazonas receberam alta médica. Após 13 dias de internação, os pacientes Evanderson Silva de Jesus, de 28 anos, e Afrânio Johnson Costa dos Anjos, 51 anos, puderam retornar para casa.

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

Pacientes do Amazonas no Espírito Santo

O Espírito Santo recebeu, entre os dias 21 e 22 de janeiro, 36 pacientes transferidos do município de Manaus, para darem continuidade ao tratamento contra o novo Coronavírus (Covid-19). Isso ocorreu devido à grave crise sanitária na cidade, que registrou falta de oxigênio e leitos para os pacientes.

Os pacientes foram hospitalizados no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, referência no tratamento da doença no Estado, onde recebem atendimento médico 24 horas. Além disso, o Serviço de Assistência Social do hospital está em constante monitoramento da evolução do quadro clínico dos pacientes, com apresentação de boletins médicos diários.

 

Atualização de boletim diário

A Secretaria da Saúde (Sesa) informa que, dos 36 pacientes transferidos do Estado do Amazonas para o Espírito Santo, 26 permanecem sob os cuidados dos profissionais do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, sendo 05 em UTI e 21 em enfermaria.

Nas últimas semanas, cinco pacientes vieram a óbito por complicações da doença. Além disso, cinco receberam alta médica.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].