Geral

Para frear covid-19, região metropolitana de Goiânia vai fechar comércio

COMPARTILHE
14
Advertisement
Advertisement

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira, 26, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e prefeitos e representantes de 11 municípios da região metropolitana da capital decidiram pelo fechamento das atividades econômicas. Continuam funcionando os serviços considerados essenciais, como supermercados, farmácias, postos de combustível, borracharias e oficinas mecânicas.

Continua depois da publicidade

A medida será avaliada a cada sete dias e, caso a ocupação de leitos fique abaixo de 75%, volta a ser liberado o funcionamento das atividades econômicas com escalonamento regional intermitente, que funciona assim: a cidade é dividida em regiões e, a cada dia, uma região suspende as atividades econômicas.

A disseminação do vírus na região metropolitana de Goiânia corresponde à metade dos casos de covid-19 do estado. Nesta sexta-feira, o estado registrou 3.396 novos casos de covid-19. É o terceiro dia consecutivo que o número de casos supera a casa de 3 mil em Goiás.

Advertisement

As medidas entram em vigor assim que as prefeituras publicarem os decretos municipais. O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), antecipou na reunião que o decreto deve ser publicado na segunda-feira, 1º, para entrar em vigor no mesmo dia. Cruz assumiu após o prefeito eleito, Maguito Vilela (MDB), morrer vítima da covid-19.

Continua depois da publicidade

Andréia Bahia, especial para Ae
Estadao Conteudo
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].