Política Regional

Votação extraordinária decide destino do Samu em Alegre

COMPARTILHE
645
Advertisement
Advertisement

Os vereadores da Câmara de Alegre se reuniram na manhã desta quinta-feira (7) para votar, em caráter de urgência, o Projeto de Lei 005/2021 que autoriza o município a abrir crédito especial para a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Sem esse recurso, aprovado por unanimidade, Alegre perderia o direito a unidade de saúde.

Continua depois da publicidade

Faltou a previsão orçamentária, que deveria ter sido encaminhada para o Legislativo no ano passado, e por causa desse detalhe, o convênio com o Estado quase não pôde ser celebrado, que nessa modalidade 60% dele é financiado pelo Estado e o município deve arcar com os 40% restante.

“Esse Convênio de ambulâncias do Samu vem do Estado para o município. Se não tivesse essa votação de dotação, o município não seria contemplado. O governo anterior deveria estar com esse projeto aprovado no ano passado, e não fizeram, por isso, veio em regime de urgência para não perder o convênio”, explicou Renato Viana, presidente da Câmara de Alegre.

A convocação da reunião partiu do Executivo, devido a necessidade de urgência na aprovação do projeto de Lei.

Continua depois da publicidade

“No contrato precisamos informar a Previsão Orçamentária, e no orçamento votado no ano passado não colocaram essa Previsão. Precisamos solucionar essa pendência que prejudica o atendimento, não só de Alegre, mas de toda a região”, Afirmou o prefeito Nirrô.

Ainda de acordo com o prefeito, essa Lei foi enviada para Câmara na quarta-feira (6) e voto no dia 7 de janeiro e sancionada ainda no mesmo dia.

Advertisement
Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.