Coronavírus

Em Cachoeiro, 34% dos profissionais da saúde vão receber vacina contra Covid-19

COMPARTILHE
890
Advertisement
Advertisement

Na primeira fase da vacinação contra o coronavírus, Cachoeiro de Itapemirim deve imunizar 34% dos profissionais da saúde, estes que atuam na linha de frente nos hospitais referência em tratamento de Covid-19, segundo afirmou o prefeito da cidade, Victor Coelho, durante o programa Aqui Nas Cidades, promovido pelo AQUINOTICIAS.COM.

Continua depois da publicidade

Além dos heróis da saúde, 100% dos abrigados em Instituições de Longa Permanência para Idosos e seus cuidadores vão receber imunização nesta primeira fase. Caminhões escoltados pela polícia chegam ainda nesta terça-feira (19), na Central Regional de Saúde em Cachoeiro, que também fará a distribuição das doses para os municípios do Sul do Estado.

Segundo Coelho, a prefeitura não tem, até o momento, o número exato de doses que estarão disponibilizadas para a cidade, mas que a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), garantiu que todos os profissionais que atuam na linha de frente, e todos os idosos mantidos em lares permanentes, receberão a vacina.

Primeira cachoeirense a receber a vacina

A primeira pessoa a ser vacinada em Cachoeiro de Itapemirim já foi escolhida, segundo revelou o prefeito. Trata-se de uma profissional efetiva da Saúde Municipal, que receberá a imunização em ato simbólico, ainda nesta terça-feira (19).

Continua depois da publicidade

No evento, segundo o chefe do Executivo cachoeirense, todos os profissionais de saúde “que salvaram e salvam muitas vidas diariamente” serão homenageados.

Vacinação

Victor afirmou que toda a logística está sendo preparada para imunizar a população de Cachoeiro, e que os grupos prioritários serão atendidos por cinco equipes já treinadas, ou seja, tanto os profissionais, quanto idosos e cuidadores, serão atendidos in loco, sem precisar ir até uma unidade de saúde para receber a vacina.

O prefeito reforçou, ainda, que mesmo com a imunização chegando à cidade, é preciso manter os mesmos cuidados. “A vacina chegou, mas o trabalho não para. A vacina não vai alcançar 100% da população de forma rápida, temos a expectativa de que elas comecem a ser produzidas no nosso país, mas não podemos deixar de nos cuidar”, disse.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Mais detalhes desta entrevista você acompanha pelo canal oficial no YouTube.

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here