Geral

Depois da tempestade, a bonança: comerciantes de Cachoeiro celebram boas vendas de fim de ano

COMPARTILHE
Adriana Cristo
446
Advertisement
Advertisement

O ano de 2020 foi de muitas incertezas para o comércio de todo o país mas, para Cachoeiro de Itapemirim, a temporada foi de luta e superação. Além da pandemia do novo coronavírus, que manteve por semanas o comércio fechado e com restrições de horários, o comerciante cachoeirense enfrentou, em janeiro deste ano, a maior enchente já registrada na cidade.

Continua depois da publicidade

A cheia do rio Itapemirim devastou o município e parte dos moradores e empresários perderam tudo. Ainda tentando se recuperar do baque, comerciantes se dizem otimistas com as vendas de fim de ano, como é o caso do gerente de uma loja de calçado localizada na Bernardo Horta, Wagner Alves.

Na foto, Wagner está de camisa branca

“A expectativa para este ano é superar as vendas do ano passado. Perdemos muito no início do ano com as enchentes e a pandemia. O cliente deixou de consumir naquele período, mas está consumindo agora, principalmente, com a ajuda do décimo terceiro e do auxílio emergencial. Agosto e outubro foram meses muito bons para a gente. O movimento aumentou e deve se manter até o Natal. Estamos animados”, disse.

Já Adriana Cristo, gerente de uma loja de acessórios no Shopping Cachoeiro, disse que o grupo incrementou o estoque e aposta nas vendas aquecidas no fim de ano. “Mesmo com a pandemia e sem festas ou reuniões, a troca de presentes vai se manter. Compramos mais estoque do que nos anos anteriores e nossas expectativas são boas. Desde ontem notamos mais pessoas nas ruas e em nossa loja já tivemos 40% a mais em vendas do que nos dias anteriores”, comemora.

Continua depois da publicidade

A vendedora Lorena, que trabalha em uma loja de roupas femininas, acredita que as vendas serão boas, mas que não vão compensar o período perdido com a enchente e com a pandemia. Mesmo assim, ela se mantém otimista.

Vendedora Lorena

“Tenho a certeza de que nossas vendas serão, ao menos, iguais às do ano passado. Mas elas não vão suprir os dias que tivemos movimento baixo. É tempo de as pessoas comprarem e o comércio ganha. Mas há muitos clientes que vão segurar o dinheiro, já que em tempos de pandemia, grande parte não vai se encontrar com a família”, ressaltou.

Desde as intempéries que alcançaram o Sul do Espírito Santo, os governos Federal e Estadual, além da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim têm oferecido cartas de crédito para os lojistas locais. Vale salientar que, para que esse dinheiro circule e faça a cidade crescer, é preciso que os consumidores optem por fazer suas compras no comércio local.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here