Economia

Economia capixaba apresenta crescimento de 3% em 2018

COMPARTILHE
Foto: divulgação
57
Advertisement
Advertisement

A economia capixaba em 2018 apresentou um crescimento real de +3.0% quando comparado ao ano anterior. Os dados foram divulgados, nesta sexta-feira (13), em transmissão on-line, pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e são calculados em uma parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Continua depois da publicidade

O IJSN integra o sistema de contas regionais, que é coordenado pelo IBGE, que por sua vez divulga os dados oficiais do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. O dado consolidado mais recente sobre o PIB é de 2018.

De acordo com o coordenador de Estudos Econômicos do IJSN, Antonio Ricardo Freislebem da Rocha, os resultados do PIB capixaba de 2018 alcançaram a cifra de R$ 137,0 bilhões, o que representou 2,0% do PIB brasileiro naquele ano. “Esse resultado representa um crescimento real de +3.0% em relação ao ano anterior, resultado acima da expansão nacional (+1.8%) e da variação da região Sudeste (+1.4%)”, explicou.

Ainda segundo o coordenador, essa expansão foi puxada pelos setores de Agropecuária, que apresentou uma participação de +3.8% no PIB do Estado e de +63.9% no segmento Serviços no valor adicionado da produção. “O desempenho nesses setores colocou o Espírito Santo na 6ª posição entre as unidades da federação com maior taxa de crescimento 2018 em comparação com 2017”, disse.

Continua depois da publicidade

Em relação ao PIB per capta, o Espírito Santo alcançou o valor de R$ 34.493, o que representa um percentual de +4.2% de crescimento real no PIB per capta e voltou a ficar acima da média nacional, mas continua abaixo do valor registrado pela região Sudeste, que apresentou o valor de R$ 42.427.

O diretor de Integração e Projetos Especiais do IJSN, Pablo Lira, falou sobre essa variação. “O Espírito Santo iniciou um processo de crescimento acima da média nacional. Em 2014, o PIB per capta do Estado era o quinto entre as unidades federadas, mas a partir de 2015 a economia capixaba foi impactada por uma série de fatores, entre eles a crise nacional e o desastre de Mariana, que impactou o nosso setor secundário, a indústria diretamente”, afirmou.

Esses fatores, segundo Pablo Lira, fizeram com que o PIB per capta do Estado caísse para a nona posição em relação ao restante do País, chegando à 10ª posição no ano de 2017. “Em 2018, porém, o PIB per capita do Estado voltou a apresentar crescimento, voltando ao patamar de nono lugar em nível nacional. Não voltamos ao patamar de 2014, mas esse número já demonstra que o Espírito Santo tem dados superiores à média nacional”, destacou.

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here