Cotidiano

Comissão de Turismo do Senado é a Favor da Legalização dos Cassinos

COMPARTILHE
24
Advertisement
Advertisement

O Projeto de Lei pede a construção de resorts integrados com cassinos, para que investidores fixem dentro do país, a taxa de desemprego diminua e os impostos sejam revertidos para as melhorias na economia.

Continua depois da publicidade

O Projeto de Lei (PL 4.495/2020) foi apresentado pelo senador Irajá do PSD. Ele fala sobre a aprovação dos cassinos dentro de um ambiente adequado, onde serão totalmente monitorados pela União. Tal fato pode favorecer o turismo, com a geração de valores, mais 700 mil empregos diretos e outros milhares de indiretos, além de outras vantagens.

“A legalização dos jogos de cassino dentro dos resorts integrados, seguida de um processo de concessão para exploração, atrairá grandes investidores para o mercado de turismo brasileiro, dinamizando a atividade econômica em todas as regiões do Brasil” afirma Irajá a Agência Senado.

Os resorts poderão abrigar muitos comércios de alto padrão, para que estrangeiros fiquem mais interessados no turismo e nos gastos dentro do país. Assim também ocorrem em países vizinhos, que utilizam a técnica para angariar impostos.

Continua depois da publicidade

“Complexos de turismo com operação de cassinos que conjugam instalações hoteleiras, centro de convenções, espaços para feiras, exposições, eventos corporativos, congressos e seminários, reuniões de incentivo, centros ecumênicos, além de diferentes opções de entretenimento e conveniência oferecidas ao visitante, tais como restaurantes, bares, spas, shopping center, galerias de arte, museus, teatros, campos de golfe, parques temáticos, aquáticos e outras opções”, acrescenta o político.

Em oposição a liberação, está a bancada evangélica, que tem crescido a cada eleição, essa é formada por pessoas que utilizam suas crenças religiosas em suas tomadas de decisão. Uma das mais polêmicas é Damares Alves, que afirma que aprovar é como “dar a mão ao capeta”.

Vale lembrar, que a proibição também fez parte de um processo feito por dogmas religiosos, que sempre foram fortes no Brasil e tem pausado a evolução do país. Seguir os modelos estrangeiros, onde a maioria das nações de 1° mundo utilizam o setor de jogos para lucrar, é o que muitos integrantes do Congresso defendem.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Existem dois pontos muito favoráveis para o processo dos cassinos, o primeiro é o parecer positivo da Comissão de Turismo. O mais forte é o apoio do presidente Jair Bolsonaro aos políticos engajados na causa.

A opção dos jogos online

Enquanto o assunto anda a passos largos no Senado, os jogadores podem contar com as plataformas online. Essas atuam legalmente, mas arrecadam fundos e obedecem às normas de seu local de sede.

Para apostar em um desses cassinos virtuais é preciso saber sobre a idoneidade de seus resultados e que realmente pagam para os que ganham. Além disso, é preciso que tenham um sistema seguro para proteção de dados.

Com a diversão online os brasileiros aguardam a resposta positiva, ou negativa, da legalização dos jogos de azar e a implementação dos resorts integrados. A projeção é de muito lucro e aceleração da economia.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here