Esporte Nacional

Tottenham se impõe, bate o Manchester City e assume a liderança do Inglês

COMPARTILHE
20
Advertisement
Advertisement

Em grande fase, o Tottenham conseguiu um feito que não alcançava há seis anos: liderar o Campeonato Inglês, mesmo que provisoriamente. O time londrino subiu para a ponta da tabela ao derrotar o Manchester City por 2 a 0, neste sábado, em casa. A vitória foi assegurada com gols de Son e Lo Celso.

Continua depois da publicidade

O Tottenham soma 20 pontos e ultrapassou o Chelsea para se tornar o novo líder da Premier League, posto que não alcançava desde 2014. A primeira posição, no entanto, não é definitiva, já que o Leicester, terceiro colocado, com 18 pontos, joga contra o Liverpool em Anfield, no domingo, e pode recuperar a ponta.

Já o Manchester City continua cambaleante nesse início de temporada, o pior dos últimos anos. A equipe de Pep Guardiola tem apenas três vitórias em oito partidas e aparece na décima colocação, com 12 pontos. Para piorar, pode cair até para o 13º lugar no decorrer da nona rodada.

Advertisement

Em novo encontro entre José Mourinho e Pep Guardiola, o português levou a melhor por meio da estratégia que mais lhe é habitual: defesa forte e eficiência no ataque. O City teve mais a bola, finalizou muito, 22 vezes, sendo cinco em direção à meta defendida por Lloris, mas passou longe de ser eficaz, ao contrário do Tottenham, que precisou de quatro arremates para marcar duas vezes.

Continua depois da publicidade

Os anfitriões também contaram com o talento de Son e Kane. Em grande fase, a dupla mais uma vez foi decisiva para o triunfo e ampliou suas já positivas marcas na competição. O sul-coreano abriu o placar aos quatro minutos do primeiro tempo. Ele recebeu enfiada de Ndombélé e tocou por baixo de Ederson para chegar ao nono gol na liga inglesa e se isolar na artilharia.

Atrás no placar, os visitantes pressionaram, mas com um volume de jogo inócuo, quase não levaram perigo ao gol do adversário. Laporte chegou a balançar as redes, mas o árbitro anulou o tento após flagrar toque de mão de Gabriel Jesus no lance.

O panorama no segundo tempo continuou semelhante ao do primeiro. O City seguiu com a bola, mas esbarrava no forte bloqueio defensivo do time de Mourinho, que se armou para o contra-ataque e definiu o triunfo com Lo Celso. O argentino, que acabara de entrar, foi acionado por Kane e bateu na saída de Ederson, aos 19 minutos.

Continua depois da publicidade

O atacante inglês deu sua nona assistência na competição, e lidera a estatística. Ele também ostenta sete bolas na rede e é quem mais participa de gols na liga inglesa (16 participações). No fim, Guardiola colocou Sterling e Foden em campo, mas a produção ofensiva não melhorou e o placar se manteve inalterado.

Também neste domingo, o Aston Villa vacilou em casa, foi derrotado por 2 a 1 pelo Brighton (16º) e perdeu a chance de subir para a terceira colocação. Welbeck e March anotaram os gols dos visitantes, e Grealish fez o de honra dos anfitriões.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.