Cidades

Policial ganha carro em rifa, mas devolve prêmio para ajudar amigo com tumor raro em Alegre 

COMPARTILHE
Jonatas e Jailson / Jailson e a filha
6656
Advertisement
Advertisement

Um policial militar emocionou as redes sociais ao ganhar um veículo, um Peugeot 206, em uma rifa feita pela família do pintor Jailson da Silva Tavares, 42 anos, morador de Alegre – que enfrenta um tumor cerebral raro – e decidir que não ficaria com o carro, devolvendo o prêmio para o proprietário.

Continua depois da publicidade

Por coincidência, o soldado da PM, Jonatas Teixeira da Silva, ganhador da rifa, é amigo do pintor há cerca de oito anos. Ambos se conheceram na igreja que frequentam, e quando soube do sorteio, e do estado de saúde de Jailson, não hesitou e disse que se ganhasse, devolveria o carro para a família. E no sábado (10), dia do sorteio e entrega do prêmio, o militar ganhou a rifa e cumpriu o que havia prometido, devolveu o veículo.

O drama da família começou em junho deste ano, quando ao investigar um quadro depressivo, a família descobriu que Jailson estava com um tumor raro, que começou no nariz e se alastrou até a parte frontal da cabeça.

Continua depois da publicidade

Ele passou por uma cirurgia, mas ainda precisa de outro procedimento, e enquanto aguarda, a família precisa de ajuda para se manter, por isso decidiu rifar o próprio veículo na intenção de arrecadar dinheiro para custear o tratamento do pintor, mas não foi suficiente.

Segundo a esposa de Jailson, Luziana, foram capitalizados R$ 18 mil com a rifa, parte desse valor já foi gasto com remédios, curativos, alimentação e consultas particulares, já que pelo Sistema Único de Saúde é ofertado atendimento médico, mas não de forma domiciliar, e a família tem dificuldade de tirá-lo de casa, devido ao estado delicado.

Jailson e a esposa, Luziana

Luziana explica que o marido precisa de uma cirurgia com urgência para retirada de parte do tumor alojado no nariz, e que está encontrando dificuldade para a realização do procedimento. Ele já fez fez consultas em Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, e Vitória, e com a burocracia, fica ainda mais difícil conseguir a cirurgia.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“Eu só queria que algum médico, ou hospital, se compadecesse da situação dele. Ele precisa dessa cirurgia para continuar o tratamento. Ele está consciente, mas não fala porque está traqueostomizado, chora muito. Não sei quanto custa, a burocracia atrapalha, e vou ter que entrar na Justiça”, conta a esposa que corre contra o tempo para salvar Jailson.

Além disso, ele precisa de atendimento com fisioterapeuta, psicólogo, e fonoaudiólogo, além dos profissionais oncologistas. Luziana sofre com problemas cardíacos, precisou deixar o emprego para cuidar do marido, moram de aluguel, e ainda não conseguiu o benefício pelo INSS para o esposo.

Caso alguém queria entrar em contato com a família, pode falar por meio do 28 98805-7882. Para ajuda financeira, os interessados devem fazer por meio da conta de Luziana no Banco do Brasil.

Agência 0281, conta corrente 16586-7, Banco do Brasil – Luziana Souza Alvarenga Tavares

 

 

 

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here