Cidades

Jerônimo Monteiro passa a integrar a região do Caparaó

COMPARTILHE
587
Advertisement
Advertisement

Jerônimo Monteiro passa a integrar oficialmente a região do Caparaó Capixaba, de acordo com a publicação do Diário Oficial (DIO-ES) com a Lei nº 11.174/2020, sancionada pelo governador Renato Casagrande. Até o momento, o município estava fazendo parte da região Central Sul.

Continua depois da publicidade

A mudança tem por objetivo melhorar o turismo e o desenvolvimento na região e incluir o município na nova organização administrativa estadual. A ideia, que surgiu com o vereador Anu Leneandro, de Jerônimo Monteiro, faz com que a cidade, que hoje é a porta de entrada do Caparaó, seja incluída um grupo de municípios que têm a mesma vocação turística.

De acordo com o prefeito de Jerônimo Monteiro, Sérgio Farias Fonseca, o município já se sentia parte da região do Caparaó devido a identidade e semelhança regional, mas agora, oficialmente, a integração irá alavancar o turismo rural e a exploração sustentável dos recursos e monumentos naturais do município, além de alavancar o fortalecimento da agroindústria local.

“Nós de Jerônimo Monteiro já possuímos o sentimento de pertencer ao Caparaó, principalmente no planejamento do desenvolvimento da nossa cidade. Temos os mesmos objetivos da região do Caparaó que é a exploração do turismo rural, exploração sustentável dos recursos e monumentos naturais do município, o fortalecimento da agroindústria, da agricultura, ideais que se diferem um pouco da região Central Sul, onde estávamos agrupados territorialmente, cujo perfil é concentrado na pecuária e na indústria”, destaca o prefeito.

Continua depois da publicidade

A decisão foi comemorada pelo prefeito, que afirmou que Jerônimo Monteiro pode agora somar aos municípios do Caparaó na busca por recursos que têm singularidade com a região, pois várias propostas foram construídas, contudo, os recursos não eram acessados por estarmos desaguados do Caparaó.

“Com essa alteração, vamos intensificar os planos para município, que é alcançar outras formas de desenvolvimento baseado na nossa semelhança e objetivos da região do Caparaó Capixaba”, completa Sérgio Fonseca.

O projeto de lei que altera a definição das microrregiões e macrorregiões de planejamento no Estado é uma iniciativa da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES) e contou com a participação e votação do Deputado Luciano Machado.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A região do Caparaó agora é composta por 12 municípios: Jerônimo Monteiro, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibitirama, Muniz Freire, Irupi, São José do Calçado, Alegre, Bom Jesus do Norte, Iúna e Ibatiba.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here