Espírito Santo

Ministério Público constata falta de itens de proteção contra Covid em asilos do ES

COMPARTILHE
99
Advertisement

Itens básicos na prevenção à Covid-19 como sabonete líquido, papel toalha e álcool 70% não estão disponíveis em todas as Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) do Espírito Santo. A constatação foi feita última verificação mensal feita pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC) do Ministério Público do Estado (MPES).

Continua depois da publicidade

O relatório de agosto, que contou com a resposta de 81 instituições, mostrou que, em muitas delas, os equipamentos de proteção individual (EPIs) estão ausentes ou não estão disponíveis em quantidade suficiente para os próximos 30 dias. Em comparação com o mês de julho, houve uma redução significativa de grande parte dos EPIs indicados como ausentes ou insuficientes naquele período.

A necessidade por máscara cirúrgica para uso dos idosos residentes foi reduzida em 14,97%; as máscaras para os profissionais das ILPIs tiveram redução de 18,98 %; e de 14,97% em relação ao termômetro infravermelho.

Também foi detectada ausência ou insuficiência de itens essenciais para evitar a disseminação da Covid-19 no âmbito das ILPIs, como sabão líquido e álcool 70%. O relatório indicou, ainda, a ausência de papel toalha em cinco instituições, o que representa um aumento de 60% em relação ao mês passado, quando três instituições alegaram falta do EPI.

Continua depois da publicidade

Além do papel toalha, itens como botas, luvas impermeáveis e luvas de procedimentos não cirúrgicos também apresentaram um aumento percentual de ausência ou indisponibilidade. Outros equipamentos continuam ausentes ou insuficientes em muitas ILPIs, como a máscara N95 e Capote ou Avental e o termômetro corporal infravermelho.

Veja o relatório

Advertisement
Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].